segunda-feira, 8 de junho de 2015

Depois de se converter





"E, agora, por que te deténs? Levanta-te, e batiza-te, e lava os teus pecados, invocando o nome do Senhor." Atos 22.16



O compromisso com Deus começa com a conversão. Simplesmente orar pedindo perdão e, em seguida, não mais fazer a vontade divina não o livrarão da perdição eterna. Segundo as palavras de Jesus, apenas os que perseverarem até o fim serão salvos (Mc 13.13). Quem não dá a devida atenção a esse fato precisa buscar o Senhor, pois não haverá segunda chance.


O apóstolo Paulo, quando ainda servia ao judaísmo e perseguia os cristãos, teve um encontro com Cristo, que lhe apareceu em uma luz fortíssima como o sol do meio-dia, e, então, rendeu-se a Ele. Logo, esse homem passou a fazer a vontade divina. De perseguidor tornou-se perseguido, mas em nada se deixou levar pelas ameaças do inimigo. Do mesmo modo, todo salvo deve buscar a direção do Senhor para sua vida.

Por ordem do Altíssimo, Ananias, um piedoso filho de Deus, foi ao encontro de Saulo, ex-perseguidor da fé em Jesus, e entregou-lhe o recado para que completasse a salvação desse homem. O recém-convertido precisa aprender os princípios da doutrina de Cristo, como o arrependimento de obras mortas, a fé em Deus, a doutrina dos batismos, da imposição de mãos, da ressurreição dos mortos e do juízo eterno para prosseguir até a perfeição.

Ananias disse a Paulo que se levantasse, pois a fé incompleta e má, professada por ele até então, mantinha-o preso ao fracasso. Por isso, ele servia ao maligno, e não a Deus. Esse detalhe deve ser observado por todos, porque, se uma pessoa continuar agindo como o velho homem, desonrará o Senhor.

Seguindo a orientação, Saulo se batizou, cumprindo a ordem do Salvador dada aos discípulos, quando os enviou a todos os cantos da Terra para pregar ao Evangelho. Jesus havia afirmado que quem cresse nEle e fosse batizado seria salvo. Ora, os que postergam o batismo ou decidem não passar por ele paralisam o processo de salvação, e o inimigo volta trazendo consigo outros sete espíritos piores do que ele. Com isso, o estado da pessoa fica mais grave(Mt 12.44,45).

Ao passar pelas águas, Paulo recebeu inúmeras bênçãos, sobre as quais escreveu posteriormente. Em seus apontamentos, esse apóstolo falou sobre o sepultamento da velha criatura, o despojamento do corpo da carne e do corpo do pecado, a circuncisão de Cristo, a remissão de pecados e a saída das águas para andar em novidade de vida. Esse ato é tão importante, que Jesus o colocou como condição para a salvação de quem O aceita como Salvador (Mc 16.16).

No batismo, o convertido é purificado dos seus pecados e recebe a justificação, por meio da qual é considerado como limpo por Deus. Em tudo, há necessidade de invocar o Nome de Jesus. Como você se porta diante do que aprendeu agora? Cuidado! As virgens loucas esperavam pelo Senhor, mas se perderam (Mt 25).

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Seguidores