segunda-feira, 30 de março de 2015

Satanás pediu vocês



“Simão, Simão, Satanás pediu vocês para peneirá-los como trigo.” Lucas 22:31

O assunto ainda é domínio e autoridade. Agora Jesus alerta a Pedro (e aos outros) que o inimigo, insaciável, quer domínio sobre todos. 

As mesmas palavras servem para nós. Satanás só não nos busca para peneirar se ele já estiver nos dominando. 

A imagem é de dar medo. Estamos na mira do maior e mais poderoso inimigo que a raça humana já enfrentou. 

Se Jesus vê a necessidade de nos alertar, é preciso ouvir o alerta e tomar atitudes à altura. 

Qual a sua reação?

sexta-feira, 27 de março de 2015

Posição ou Serviço



Surgiu também uma discussão entre eles, acerca de qual deles era considerado o maior. Jesus lhes disse: “Os reis das nações dominam sobre elas; e os que exercem autoridade sobre elas são chamados benfeitores. Mas, vocês não serão assim. Ao contrário, o maior entre vocês deverá ser como o mais jovem, e aquele que governa, como o que serve.” Lucas 22:24-26

Os valores do Reino, mais uma vez, são o contrário daqueles do mundo. 

Temos que impor domínio e controle, não nos outros, mas em nós mesmos. É a minha vontade que tem que se submeter às necessidades dos outros. É lá que veremos quem é realmente maior no Reino. 

Esta palavra foi dada àqueles que mais tarde seriam chamados “colunas” da igreja. Se você exerce qualquer influência na igreja hoje, é preciso se perguntar se os mais novos se identificam com você, e se você lidera por posição ou por serviço.



terça-feira, 24 de março de 2015

Dentro dos Limites estabelecidos


“E preparai-vos segundo as casas de vossos pais, segundo as vossas turmas, conforme a prescrição de Davi, rei de Israel, e conforme a prescrição de Salomão, seu filho” (2 Crônicas 35.4)

Josias começou a reinar quando tinha oito anos. Seu avô, Manassés, foi idólatra e feiticeiro. Quando o Senhor trouxe sobre Judá os príncipes da Babilônia, estes o prenderam entre espinhais e levaram preso com cadeias – um tipo de algema para os pés – à Babilônia. Lá, então, deveras arrependido, orou ao Senhor, e aconteceu o que parecia impossível: ele foi restituído ao seu reino. Então, reconheceu o Senhor como o único Deus, tirou os objetos de idolatria e feitiçaria que havia feito e morreu em paz. Já Amom, pai de Josias, foi um louco que, mesmo tendo presenciado o que sucedeu a Manassés, seu pai, preferiu servir ao diabo a dedicar-se ao Senhor e, por isso, reinou somente dois anos. 

Quando Josias assumiu o reino, procurou fazer as coisas certas. Com 16 anos, ele se acertou com o Senhor e começou a buscá-lO. Aos 20, ele ordenou que limpassem Jerusalém e Judá das imundícias espirituais que ali haviam sido colocadas e estendeu essa reforma de fé a algumas tribos de Israel, as quais não pertenciam ao seu reino. Quando completou 26 anos, mandou que reparassem a casa de Deus. Era um homem com o coração voltado para o Altíssimo e Sua obra, por isso prosperou. 

Na reforma da casa de Deus, encontraram o livro da Lei. No decorrer da leitura do Texto Sagrado, Josias chorou muitíssimo e se animou no Senhor para completar a obra de restauração da fé que estava empreendendo. Ele também limpou toda a terra de Israel das suas abominações e obrigou todos os que se encontravam naquela região a servirem ao Todo-Poderoso com tal culto. Durante os dias da vida de Josias, o povo não se desviou. 

Então, por ordem de Josias, a Páscoa voltou a ser celebrada na Terra Santa. Foi feita uma festa tão grande e esplendorosa, que, diz a Palavra, nunca antes dele, mesmo nos dias do profeta Samuel, dos reis de Israel como Davi e Salomão e dos outros que os sucederam, tal havia sido feito. Foi durante aquela Páscoa que Josias fez a declaração que estamos observando nesta mensagem: Conforme a prescrição de Davi, rei de Israel, e conforme a prescrição de Salomão, seu filho. Ele não só mostrou humildade, mas também reconheceu que aquilo era direção de Deus. 

Não importa o quanto Deus nos tem usado. Não podemos criar novas prescrições. Temos de seguir o que já foi estabelecido nas Escrituras. A nossa glória tem o limite que o Senhor determinou. Não podemos achar que, por Ele ter-nos permitido fazer algo grande em Sua obra, temos também o poder de mudar o que já foi orientado divinamente. 
O bom é ficar dentro dos limites estabelecidos, segundo as prescrições do Senhor. 

Em Cristo, com amor, 

R. R. Soares

Fonte: www.ongrace.com
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Seguidores