segunda-feira, 16 de fevereiro de 2015

A parábola do Juiz Iníquo



“E contou-lhes também uma parábola sobre o dever de orar sempre, e nunca desfalecer” (Lucas 18:1).

Todos nós temos obrigações diárias que não podem ser negligenciadas. Por exemplo: comer, tomar agua, dormir etc. Jamais reclamamos de fazê-las, pois, se as ignorarmos, teremos sérios problemas de saúde.

Ao meditar no texto acima, percebemos que Jesus falava de uma outra obrigação que deveria ser incluída nas atividades diárias: a oração. Por não praticar a oração como hábito, muitos estão vivendo uma verdadeira falência espiritual.

Jesus praticava a oração como uma de suas obrigações diárias. A Bíblia mostra vários relatos em que Ele pregou ou orou nas madrugadas. Veja que, ao enfrentar o diabo (Lucas 4), Ele disse que o homem não vive apenas de pão, mas sim, de toda palavra que procede da boca de Deus.

Inclua em suas atividades diárias a prática da oração. Posso lhe garantir que o sucesso virá.

Pastor Joseph Gomes.

Fonte: ongrace.com

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015

CINEMA




QUESTÃO DE ESCOLHA E DEUS NÃO ESTÁ MORTO ESTÃO ENTRE OS MELHORES FILMES GOSPEL DE 2014

Deus Não Está Morto é o primeiro da lista divulgada no ChristianCinema.com
O ano de 2014 entrou para a história do entretenimento cristão com o sucesso dos filmes Deus Não Está Morto (Gods Not Dead) e Questão de Escolha (Redeemed), lançados nos cinemas do Brasil pela Graça Filmes. Segundo o site ChristianCinema.com, os filmes ocuparam a primeira e sétima posições, respectivamente, da lista que reúne os cem melhores filmes gospel de 2014 na preferência do público nos EUA.
A Graça Filmes foi mencionada, também, nas terceira e décima posições, com Parada Inesperada (Finding Normal) e Invencíveis (The Frontier Boys).
Questão de Escolha, que está disponível para compra no Brasil, aborda a infidelidade como uma das dificuldades encontradas nos relacionamentos conjugais e conta com a participação especial do Missionário R. R. Soares.

Por: Maria Luisa Rocha
Com informações da Assessoria de Imprensa Graça Filmes

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

Exaltado soberanamente



"Pelo que também Deus o exaltou soberanamente e lhe deu um nome que é sobre todo o nome." Filipenses 2.9

Sem dúvida, obedecer ao Altíssimo vale a pena. Diz a Escritura que Jesus provou isso sendo obediente em tudo, até mesmo na morte, e morte de cruz. Sua prontidão e dedicação em cumprir a vontade divina levou-O a ser exaltado sobre todos, recebendo todo o poder nos Céus e na Terra. Diante do Seu Nome, todo joelho se dobrará e toda língua confessará que Ele é o Senhor.

Os que cumprirem os mandamentos de Deus também haverão de experimentar uma exaltação que perdurará para sempre. Já os que colocam suas ambições pessoais, as decisões da família e outras coisas como mais importantes do que os planos do Senhor verão que não tomaram a decisão correta. Fique atento, pois o maligno se esforçará para tirar você do cumprimento da sua chamada.

Depois da salvação, a coisa mais importante que podemos experimentar é obedecer ao que o Pai nos destinou. Ao nos chamar para executar Seus planos, Ele demonstra que já nos preparou para tal. Sendo Ele o nosso Criador, Ele sabe dos dons e talentos que colocou em nós e do que podemos fazer com a Sua ajuda; por isso, espera que não O decepcionemos. É bom ser servo fiel!

O que seria de nós se Jesus tivesse dito não ao Pai ou feito a obra de qualquer jeito? Imagine se Ele não Se tivesse consagrado? Ou deixado de atender Nicodemos, que O procurou à noite, ou de falar à mulher samaritana à beira do poço de Jacó? O Mestre não mostrou fraqueza diante de Herodes, Pilatos ou do sumo sacerdote, mas foi firme até o fim, sem pensar no que passaria para fazer o nosso resgate.

Se quisermos agradar ao Altíssimo e também ser exaltados soberanamente, devemos proceder como o Mestre. Deus sabe por que nos chamou e nos trouxe para o Seu lado. Há muita gente que precisa da nossa fidelidade a Ele, da nossa santidade e do nosso respeito com a eleição que foi feita a nosso respeito. Se desprezarmos o que a voz do Pai nos diz, teremos feito a pior opção.

Sem dúvida, o diabo fará tudo para tirá-lo dos propósitos de Deus, pois sabe que, se você for obediente e fiel ao Senhor, não haverá repreensão, tampouco castigo, para você. Por isso, ressentindo do que o Altíssimo fez em seu favor, ele não medirá esforços para fazê-lo crer nas mentiras dele. Contudo, creia somente no Pai celestial.

Nunca se deixe iludir pelas mentiras do inimigo. Fique firme em sua chamada e, então, verá o quanto Deus é fiel e poderoso para guardá-lo do maligno e das suas setas. Cumprindo as ordens que lhe foram dadas, o favor do Senhor estará sempre sobre a sua vida. Se andar com Deus, Ele irá com você.

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares

quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015

As obras mais importantes do Senhor JESUS



“O qual aboliu a morte e trouxe à luz a vida e a incorrupção, pelo evangelho” (2 Timóteo 1.10b).

Falar das obras que o Senhor Jesus fez não é algo fácil. Ele é a pessoa da Trindade que criou todas as coisas, visíveis e invisíveis (Cl 1.16). Sem Ele, nada do que foi feito se fez (Jo 1.3). Além disso, quando de Sua vinda a este mundo, realizou diversos milagres. Qual deles é o maior? A multiplicação dos pães e peixes ou a transformação da água em vinho? A cura do cego de nascença ou a ressurreição de Lázaro já sepultado há quatro dias? Andar sobre as águas ou liberar o doido do território dos gardarenos? Sem dúvida, ao homem é impossível apontar qual de Suas obras pode ser considerada a maior. Mas a declaração bíblica acima nos traz uma grande revelação do que, provavelmente, seja a mais importante de todas as Suas realizações.

Ele aboliu a morte – Ao pecar Adão deu ao diabo o domínio sobre a raça humana. Ele transferiu ao arquiinimigo de Deus toda a autoridade que o Senhor lhe havia concedido. Adão fora avisado de que, se comesse do fruto de uma certa árvore o preço a pagar seria alto demais: a morte. Desobedecendo à Palavra de Deus, o homem viu-se escravo do inimigo: Não sabeis vós que a quem vos apresentardes por servos para lhe obedecer, sois servos daquele a quem obedeceis, ou do pecado para a morte ou da obediência para justiça?(RM 6.16). Desse modo pecado entrou no mundo e com ele, a morte – a natureza de Satanás passou a todas as pessoas.

A lei do pecado e da morte tornou-se, a partir da queda, principio que passou a governar o ser humano, surgindo, assim, todo o tipo de sofrimento. A partir de então, toda semente do homem, ao nascer na Terra, era automaticamente serva do diabo, o qual reinava absoluto no mundo.

Com a vinda do nosso amado Salvador, porém essa lei pôde ser abolida. Ele fez o mesmo que a princesa Isabel, no dia 13 de maio de 1888, ao sancionar a Lei Áurea. Com aquele ato, ela declarou a liberdade para todos os escravos que, daquele dia em diante, puderam assumir sua nova posição de cidadãos livres, recusando-se, sob qualquer pretexto, a submeter-se à escravidão. Aquelas pessoas adquiriram os mesmos direitos que outros cidadãos brasileiros, pois tornaram livres para sempre.

Pode ser que algumas, por não terem a informação do que fora feito em seu favor, tenham continuado a agir como escravos por algum tempo. No dia, porém, em que alguém lhes desse as boas novas, teriam o direito de parar o trabalho naquele momento e assumir sua nova posição de pessoas redimidas e, portanto, livres.

Hoje, temos de percorrer esta terra de Norte a Sul e contar a todas as pessoas que o pior dos cativeiros já acabou. Não precisamos mais submeter-nos a qualquer capricho do inimigo. Ele não manda mais em nós. O Senhor Jesus aboliu aquela lei, aquele cativeiro chamado morte. Somos, no total acepção da palavra, livres!

Ele trouxe à luz a vida – Obra realizada pelo nosso amado Libertador foi completa. Ele não somente aboliu a morte, mas trouxe à luz – à tona, ao nosso alcance – a vida. Hoje, a vida de Deus está à sua disposição, e você só não participará se não quiser crer nEle. Vida significa saúde para todos aqueles que estão enfermos. Sua saúde, portanto, não é algo que o nosso Deus terá de produzir. Ela já foi trazida à luz: já nos foi entregue e colocada ao nosso alcance.Não há uma só pessoa que deva viver em depressão, sofrendo todo e qualquer ataque do “ex-senhor”. Somos pessoas que têm diante de si a vida.

Ela significa que o afastamento do homem em relação a Deus terminou. Ninguém precisa mais viver distanciado do Criador. Todos temos condições de fazer a vontade dEle e desfrutar de tudo que Ele é. Com a vida vindo à luz, podemos assumir a autoridade que nos foi concedida em Cristo e viver soberanamente em todas as situações.

O advento do pecado obrigou a vida a afastar-se do homem. Foi um longo e penoso distanciamento. Deus, que fizera o homem para viver com Ele e nEle , agora não podia,por causa de Sua santidade e essência,comungar com Sua imagem e semelhança. Mas, ao abolir a morte, nosso amado Salvador trouxe a vida divina novamente à existência humana. E como ela desejava voltar à comunhão com o ser que fora criado para tal! Meu prezado leitor é tão fácil ter a vida; basta crer.

Ele trouxe à luz a incorrupção – Com a queda, a corrupção, que é a natureza do diabo, entrou em nosso mundo e em nossa vida. É impossível encontrar uma só pessoa que não carregue as marcas dessa nefasta ação satânica. Diz a Bíblia: Pelo que como por um homem entrou o pecado no mundo, e pelo pecado, a morte, assim também a morte passou a todos os homens, por isso que todos pecaram (Rm 5.12).

Mas tudo isso é pecado. Agora podemos e devemos alegrar-nos: o Senhor Jesus trouxe a incorrupção à vida. Esta é uma das capacidades que o Senhor Deus colocou à nossa disposição: a de fazer com que aquilo que o diabo destruiu seja refeito. Podemos entender o poder da incorrupção na vida de Jó. O patriarca do Antigo Testamento, por causa do que temia, foi assolado por Satanás em quase todas as áreas de sua vida. De uma hora para outra, perdeu os bens; os filhos morreram em acidente; a sua saúde foi tão atingida que, do alto da cabeça à sola de seus pés, ficou como que fosse uma só ferida. Teve de tirar todas as roupas e assentar-se em um monte de cinzas, onde tentava aplacar a dor. Com cacos de telhas, ele raspava as partes podres de sua carne. Sua própria esposa, ao vê-lo assim, disse: Ainda reténs a tua sinceridade? Amaldiçoa a Deus e morre (Jó 2.9b). No entanto, ele a repreendeu e continuou a contender por fé, até que, por fim, o Senhor veio e o restaurou completamente, dando–lhe o dobro de tudo que o diabo lhe havia tirado.

Esse poder de Deus está à nossa disposição hoje. Todas as pessoas, independente de que tenha sido, podem reivindicar de Deus a manifestação do poder dEle em sua vida, exigindo que tudo que for do diabo seja desfeito e saia de seu corpo, de sua família e de seus bens.

É só crer – O Senhor Jesus já aboliu a morte. Ele trouxe a vida e a incorrupção à luz. O que mais falta? Nada. Basta cada pessoa crer que o Senhor não Se enganou ao colocar declarações como estas nas Escrituras, tampouco mentiu a respeito destas gloriosas verdades. Quem crer verá a glória de Deus (Jo 11.40).

Então, o que você fará? O maior milagre que o Senhor Jesus pode operar em sua vida só depende de você.Com essas informações, você pode, agora, assumir a postura de vencedor e exigir que a lei da escravidão cesse em sua vida, e a incorrupção refaça tudo que a morte lhe tem causado.

De agora em diante, você pode desfrutar da vida e da incorrupção, as quais não foram trazidas à luz por acaso ou por acidente. Elas vieram como a mais perfeita vontade de Deus para Seus filhos.

Só falta crer.

Fonte: ongrace.com
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Seguidores