sexta-feira, 23 de maio de 2014

Homens de pequena fé



E, se Deus assim veste a erva, que hoje está no campo e amanhã é lançada no forno, quanto mais a vós, homens de pequena fé? Lucas 12.28
Não houve erro em relação à medida de fé que Deus nos deu. Nós é que nos preocupamos muito com o amanhã e, com isso, impedimos o Senhor de suprir as nossas necessidades. Jesus disse que teríamos de ser como crianças para entrarmos no Reino de Deus (Mt 18.3); caso contrário, o desespero nos impediria de sermos alimentados e cuidados por Ele. Não é somente uma questão de fé, e sim de confiança.

A Palavra é clara ao afirmar que Deus não sonega bem algum aos que andam retamente (Sl 84.11), nem deixa a inquietude entrar no coração deles. Ora, se você está cumprindo os mandamentos, não há por que não confiar que as suas necessidades serão supridas. O Onipotente agirá para que o curso da sua vida transcorra como planejado, ainda que o inimigo queira encurtá-lo. Obedeça ao Senhor, e tudo Ele fará.

A promessa foi dada aos discípulos de Jesus e, hoje, todos aqueles que também se encaixam nesse grupo só devem seguir o que o Mestre ordenou, para que ninguém lhes tome a coroa (Ap 3.11). Por se ressentir dessa bênção, Satanás trabalhará a fim de que o cristão despreze a Palavra de Deus e pereça. No entanto, o cuidado do Pai é completo para os que observam e cumprem a Sua Palavra.

Não importa para onde você seja enviado a servir. Deus, que veste a erva com uma indescritível beleza, apesar de ela hoje estar no campo e amanhã já não mais existir, cuidará de tudo. A sua única preocupação deve ser fazer a vontade do Senhor e, ao se colocar como servo, Ele fará muito mais para você do que para os lírios do campo.

O discípulo não tem de andar apreensivo pelo que comerá ou vestirá, pois o Senhor é o Autor da sua chamada e Se compromete em providenciar aquilo de que Seus servos necessitam, para que, com dignidade, possam servir-Lhe. A condição para se tornar um discípulo é somente permanecer na Palavra. Por isso, os que desistem de andar pela fé demonstram não reconhecerem a posição dada por Deus, não confiam nas promessas divinas e, com isso, excluem-se de receberem a provisão divina.

Preste atenção no que o Senhor falou sobre os lírios do campo: Ele os veste com uma beleza incomparável, até mesmo com a de Salomão. Isso serve de exortação e sinal de que, se as nossas necessidades não estão sendo supridas, algo de errado existe em nós. Afinal, valemos mais do que eles? Não aceite um viver “minguado” e miserável, pois até na beleza o Senhor cuida de você.

Todos os discípulos do Mestre devem analisar as Escrituras, ver o que lhes é prometido e reivindicar as bênçãos, para que tenham uma vida sem falta de coisa alguma. Assim como a erva do campo extrai da terra o que precisa para existir, temos de “extrair” da Palavra aquilo de que necessitamos.

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Seguidores