domingo, 6 de abril de 2014

O Espírito é o Sinal

O ESPÍRITO É O SINAL

E aquele que guarda os seus mandamentos nele está, e ele nele. E nisto conhecemos que ele está em nós: pelo Espírito que nos tem dado. 1 Jo3.24.
Ao resistir à chamada divina, o cristão comete o grande erro de se excluir da proteção de Deus, abrindo-se para todo tipo de ação maligna. É prejuízo certo viver segundo o mundo, pois quem nele está nunca receberá o batismo no Espírito Santo. Quando o salvo é batizado no Espírito, ele é envolvido pelo Senhor e, com isso, não há um só espaço para o inimigo ocupar a vida dele. A Escritura declara que quem não tem o Espírito de Deus não pertence a Ele (1 Jo 4.6).
A pessoa que não recebeu Jesus, além de viver fora da maravilhosa proteção de Deus, tem muitas perdas por continuar debaixo da ação das forças das trevas. Já aqueles que entregaram a vida a Cristo passam a conviver em um ambiente sadio, onde as ações do inimigo não ocorrem. Eles são guardados das tentações e das investidas do espírito da perversidade. Os que recusam a salvação precisam ser avisados de que não estão “neutros”, mas, sim, sob o governo do diabo.
Há um sinal que caracteriza a pessoa que ainda é súdita do império da maldade: ela não consegue guardar os mandamentos de Deus. Os governados pelo espírito do erro não têm habilidade para cumprir nenhum preceito divino; porém, os que nascem de novo se livram para sempre das opressões do diabo e suas tentações. Seria bom que todas as pessoas se avaliassem para saber se estão servindo a Deus ou a Satanás.
Pode parecer simples, mas o ato de cumprir o que Deus tem ordenado é prova da filiação da pessoa na família divina. Os salvos não veem problema em fazer o que o Mestre ordena; entretanto, os perdidos, mesmo que se esforcem tremendamente, não conseguem obedecer ao Senhor, fazendo, assim, o que o maligno deseja e dando-se à prática dos piores erros. Somente os remidos pelo sangue de Cristo experimentam o prazer de servir a Deus!
Quando o cristão descobre que está em Deus e Deus nele, pode assumir tudo o que as Escrituras declaram ser dele. Não há nem haverá uma só batalha que essa pessoa não consiga vencer. Há dois fatores que identificam se você está salvo ou não: quando o inimigo perde por completo o poder de afligi-lo e as operações ilimitadas do Senhor se tornam comum em sua vida. Sem dúvida, ser salvo é infinitamente melhor do que continuar nas mãos do diabo.
O salvo não tem dúvida de que pertence a Deus, uma vez que sabe que ele está no Pai e o Pai nele, pois recebeu do Seu Espírito (1 Jo 4.13). No entanto, quem não tem o Espírito Santo ainda não alcançou essa bênção. Os que são marcados com a Promessa do Alto são corajosos, falam positivamente, não se dobram diante da tentação e, por estarem em Deus, estão preparados para vencer todos os combates.
Aqueles que foram selados com o Consolador não só podem, como também devem se declarar livres de toda opressão, pois receberam o poder necessário para fazer valer seus direitos. A quem crê o Todo-Poderoso deu autoridade para pisar sobre todo o poder do inimigo. Aqueles que aceitam as investidas do diabo ainda não estão salvos ou se encontram em pecado.
PENSE NISSO!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Seguidores