quarta-feira, 12 de março de 2014

Servos da corrupção



"Prometendo-lhes liberdade, sendo eles mesmos servos da corrupção. Porque de quem alguém é vencido, do tal faz-se também servo." 2 Pedro 2.19


As pessoas que servem ao diabo têm o espírito desse ser vil dentro de si e, por isso, não conseguirão ajudar ninguém ainda que queiram. A luta pela sobrevivência para aqueles que não têm a fé em Jesus não é fácil, pois as doenças, os problemas com gente desequilibrada e mal-intencionada, além das pressões do inimigo, quase os fazem desanimar. No entanto, os oprimidos ou possuídos pelas forças das trevas têm uma luta infinitamente maior.

Aqueles que são do Altíssimo têm o Espírito Santo (Jo 14.26) e, mesmo quando são levados à fronteira do pecado, na hora de consumar o ato, dão meia-volta e, arrependidos, entram na presença divina e choram, pedindo misericórdia. Só por esse aspecto, não é possível entender como alguns não procuram o Senhor para se livrar das maldades que estão por toda parte. Não há nada pior do que uma dor de consciência por ter feito mal a alguém.

Diante de uma situação triste, essas pessoas podem lembrar-se dos bons dias em que foram usadas por Deus e tentar oferecer algum auxílio, mas não conseguirão, pois, como estão em pecado, o Pai não poderá usá-las. Por sua vez, Satanás fará de tudo para impedir que essas vidas não sejam usadas contra ele. Como sofre aquele que conhece a Verdade, mas nada pode fazer. O sentimento de impotência em quem já foi estrela na mão do Altíssimo é muito doloroso.

Os servos da corrupção somente conseguirão ajudar alguém se tiverem coragem de ir ao Senhor para se acertarem com Ele. Ao pedirem perdão pelos erros cometidos e deixarem o caminho mau, poderão voltar a ser instrumentos nas mãos do Altíssimo. Quem procura auxílio em um cristão que está em pecado perde seu tempo. Você nota que uma pessoa voltou a ser usada por Deus quando ela não pede nem insinua que, de algum modo, deveria ser recompensada por alguma realização.

A vida dos que abandonaram o Pai celestial é muito triste e sofrida. Nada dá certo para eles, estão sempre fracassando em tudo. Não há portas que consigam impedir a entrada dos demônios no lar dessas pessoas e, por fim, quando chegar o tempo da sua partida, esta se dará em meio à grande dor. O mais triste é que caminharão para a perdição eterna junto à multidão que recusou a salvação (Mt 13.42). Triste fim!

Muitos voltaram a ser servos do inimigo, e outros estão a caminho de também servirem a Satanás. Eles poderiam continuar servindo Àquele que jamais abandona os Seus servos fiéis (Sl 37.28), mas preferem andar no erro. Em vez do abraço amoroso do Senhor, eles terão o ódio da antiga serpente. Quem se desvia perde a dignidade e sofre a destruição em sua vida e na de seus familiares, sem nada poder fazer.

Examine como você tem vivido. Não deixe o mentiroso enganá-lo mais (Jo 8.44c). Tome a mais nobre decisão, distanciando-se do inimigo. Passe a ser uma pessoa de bem, um servo da divina justiça. Deixe os planos do Onipotente se cumprirem em você e, desse modo, você não só se realizará cumprindo a vontade divina, como também jamais estará sob o governo do mentiroso.

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Seguidores