sexta-feira, 3 de janeiro de 2014

Tristeza desnecessária



"Entristeceu-se profundamente o rei; mas, por causa do juramento e dos que estavam com ele à mesa, não lha quis negar". Marcos 6.26

O ser humano deve preparar-se para entender os sentimentos que lhe vêm ao coração. A tristeza é um deles e pode impedi-lo de cometer coisas ruins. No caso do rei Herodes, ele ficou triste com o que haveria de fazer, mas não quis voltar atrás. Assim, ao cumprir a promessa feita à filha de Herodias, parece ter provado que “mais vale ficar vermelho cinco minutos do que amarelo por toda a vida”. Diante disso, um juramento tolo fez o profeta João Batista perder a cabeça(Mc 6.17-28). Seja, portanto, sensível ao Espírito de Deus.

O Senhor nos assiste sempre. Até mesmo os perdidos são convencidos por Ele antes de cometerem algo errado. Os que servem ao Criador, ao pensarem em aceitar a tentação, são tomados por um tremor, um sentimento de indignidade e vergonha que os faz sentirem-se miseráveis e recuarem. Alguns, no entanto, optam pelo pecado.

Se, para você, o sinal está verde, se não se sente nem um pouco envergonhado ou triste com o que está prestes a praticar; se o seu coração não lhe diz que aquilo é pecado, ou não se lembra de algum versículo, um sermão ou uma música que o aconselha a não fazer tal coisa, não tem responsabilidade se aquilo é errado ou não. Mas, se houver dúvida ou importunação na alma, não o faça.

O rei Herodes tinha prazer em ouvir João Batista. O servo de Deus lhe dizia que não era lícito possuir a mulher do seu irmão, mas aquele monarca nunca atendia. Então, em um momento de descuido, viu a filha de sua amante dançar de tal modo que sua pecaminosa alma o fez fazer um tolo voto. Assim, aquela moça lhe pediu a cabeça de João Batista, e, apesar de ter ficado triste, Herodes manteve a promessa.

Herodes não atendeu à tristeza que tomou conta da sua alma e mandou que degolassem João Batista. Mais do que poupar a vida de quem lhe dava bons conselhos, o que importava para o rei era que aqueles que o ouviram dar a palavra não o tivessem como arrependido. Quem não obedece ao toque divino será capaz de tomar tristes e horríveis decisões. Nas pequenas renúncias, estamos preparando-nos para as grandes decisões.

Um ministério sério, o qual abençoava milhares de pessoas, terminou de forma trágica. O rei pecador deve ter ficado a vida toda com remorso. Contudo, remorso sem arrependimento, sem uma confissão real e o consequente pagamento da ofensa, não ajuda em nada. No caso de Herodes, sua tristeza foi desnecessária.

Mais cedo do que pensa, você estará diante do Tribunal eterno e, se não tiver se livrado de seus erros, pelo arrependimento sincero e real, ou se acertado com o Senhor e com a pessoa contra quem errou, sua situação será muito desconfortável, pois sua sentença será a punição eterna no lago que arderá com fogo e enxofre (Ap 21.8). Ainda há tempo para se acertar! Que tal agora?

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Seguidores