terça-feira, 21 de janeiro de 2014

Encaixe-se nestas condições



"Alegrai-vos no SENHOR e regozijai-vos, vós, os justos; e cantai alegremente todos vós que sois retos de coração." Salmo 32.11


Nesse salmo, há duas condições reveladas a Davi a respeito dos filhos do Senhor: eles devem ser justos e retos de coração. No entanto, nem todos os que estão na obra de Deus se encaixam em tais requisitos. Muitos se dizem salvos, mas, mesmo assim, estão em sofrimento, não sentem a alegria do Pai, não têm vida abundante nem são cheios do Espírito Santo. Esses precisam examinar-se, pois podem não ser justos nem retos de coração.

Os justos realizam o que o Altíssimo lhes ordena pela Palavra e pelo testemunho interior. O Espírito Santo não está descansando em Sua missão, assim como Jesus também não o fazia enquanto atuava como o nosso Consolador. O Santo Espírito revela-nos a vontade divina a cada momento em que estamos diante da Palavra – e quem se corrige e faz o que Ele diz obtém o título de justo e reto de coração.

Os retos de coração não permitem que nada do inimigo entre em sua vida. Se eles erram com alguém, procuram-no o mais rápido possível e se acertam com ele. Enquanto você se cala e esconde algum pecado, dá autoridade ao inimigo para agir naquela área do seu viver. De fato, você entrega a Satanás o setor da sua vida em que esconde algum erro. Sendo assim, não permita que ele ocupe mais parte alguma do seu ser.

Se, em sua vida, não há alegria, isso ocorre porque Deus não está presente; se o seu prazer não está no Senhor, você não está bem espiritualmente. É óbvio que o inimigo irá sugerir substitutos para a plena satisfação dos salvos. Alguns pensam que sua realização está em viver perto dos familiares; outros, em viajar ao redor do mundo, acumular riquezas ou, ainda, pensar naquilo que é imundo. Cuidado! Não se deixe possuir por nada que venha do maligno.

Quem não desfruta da alegria do Senhor não tem poder sobre as forças das trevas, que o tentam. Então, quando, por exemplo, precisar rechaçar um ataque contra a própria vida ou a de um familiar, ficará sem forças até diante do mais fraco demônio. Ainda que ore aos gritos, chore bastante ou receba a oração de um consagrado servo de Deus, não conseguirá livrar-se do adversário.

Alegrar-se em Deus é ser visitado por Jesus, que lhe concederá a fé. A Bíblia declara que a alegria do Senhor é a nossa força (Ne 8.10b). Portanto, se você quer ser poderoso em oração, busque regozijar-se nEle. Agindo assim, seu espírito se encherá de poder, e, então, você se livrará do sofrimento e da depressão espiritual.

O salmista descobriu mais: os justos e os que são retos de coração devem não só se alegrar no Senhor, mas também se regozijar. Nenhum cristão que vive fechado, sempre reclamando, está preparado para a eternidade; afinal, só se pode servir a Deus com alegria (Sl 100.2). O que, então, será dele se partir nesse estado?

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Seguidores