domingo, 28 de outubro de 2012

O inverno acabou



"O meu amado fala e me diz: Levanta-te, amiga minha, formosa minha, e vem. Porque eis que passou o inverno: a chuva cessou e se foi. Aparecem as flores na terra, o tempo de cantar chega, e a voz da rola ouve-se em nossa terra. A figueira já deu os seus figuinhos, e as vides em flor exalam o seu aroma. Levanta-te, amiga minha, formosa minha, e vem. " Cantares 2.10-13


Muitos cristãos ainda não ouviram a voz do Senhor a convidá-los para a nova vida que Ele inaugurou para Sua Igreja (Hb 10.19,20): desde o dia em que Jesus ressuscitou, não há mais sofrimento eterno para o povo de Deus. Esta é a época em que Ele tem cumprido todas as Suas promessas, tornando-nos participantes da Sua natureza; porém, a mensagem que algumas igrejas e outras religiões disseminam ainda tem sido fraca, por mais bem-intencionada que seja.

Não basta saber que, em Jesus, fomos “levantados dentre os mortos” (Jo 5.24); o importante é caminhar e permanecer nessa certeza. Assim, seremos guiados a lugares seguros, pastos verdejantes e águas tranquilas (Sl 23.2). Com o Altíssimo à frente, não haverá porta que permaneça fechada, sofrimento que não tenha fim e mal que resista. Então, ainda que todo o Inferno se levante para nos segurar em suas teias, o nosso Deus, como um guerreiro firme e forte, jogará tudo por terra.

Pela graça divina que nos foi derramada, podemos dizer que nossa vida é formosa. Porém somos considerados amigos de Jesus quando fazemos o que nos é ordenado por Ele. Quem deixa de cumprir os mandamentos declara que não precisa da amizade do Senhor, separando-se dEle.

As Escrituras declaram: o inverno – o tempo de frieza espiritual, em que teríamos de nos “agasalhar” com o que estivesse à mão – já passou, e, agora, temos a unção divina, a qual nos mantém no padrão espiritual que Deus quer para a nossa vida. De igual maneira, a chuva, com todos os inconvenientes que traz – como catástrofes, impedimentos de locação e, às vezes, perda da colheita ou dos bens –, já acabou. Este é um tempo de prosperidade, de buscar o cumprimento do que nos foi prometido, de assumir a nossa posição em Cristo e fazer valerem nossos direitos como filhos de Deus. As flores já aparecem, e, se formos firmes em nosso posicionamento, faremos do mundo um jardim.

O tempo de chorar chegou ao fim; por isso, as lágrimas devem ser somente de alegria e satisfação pela nossa posição no Senhor Jesus. A figueira dá os seus figuinhos, e as vides exalam o seu aroma. Deus cumpriu toda a Sua promessa. Portanto, o momento é de festejar, erguer a cabeça e partir para a vitória total e completa em Cristo! Não há mais nada a ser feito, a não ser crer. O convite é para que a Igreja se levante e vá. É isso que o Todo-Poderoso está falando com você agora. Faça a sua parte!

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Seguidores