sábado, 15 de setembro de 2012

Por não ouvir a voz do Senhor




E houve uma longa guerra entre a casa de Saul e a casa de Davi; porém Davi se ia fortalecendo, mas os da casa de Saul se iam enfraquecendo.
2 Samuel 3.1

Nos tempos bíblicos, quando o rei Saul morreu, Abner, seu comandante do exército, marchou “cego” contra o plano de Deus, pois não queria ouvir a divina voz. O mesmo tem ocorrido em nossos dias; afinal, muitas pessoas creem que o ministério é herança dos filhos ou para quem lhes é agradável e, com isso, desviam-se do caminho. Samuel já havia ungido Davi, e o próprio Saul sabia que ele seria seu sucessor. No entanto, a teimosia de Abner fez com que muitos perdessem a vida. É triste quando alguém não se conforma com a decisão do Senhor!

Há pessoas que pagam um preço amargo pelo prazer de se intitularem representantes de Deus. Entretanto, ninguém deve postular cargo algum se não lhe foi dado pelo Altíssimo. Ora, o Pai é onisciente; por isso, sabe por que elege quem cuidará dos Seus interesses! Quem se levanta contra a decisão do Céu sofre com muitas perturbações. No Grande Dia, o que ele dirá ao Rei?

A obra é do Senhor, logo, só Ele tem poder para colocar alguém na direção do serviço de Deus ou tirá-lo dele. Qualquer decisão que envolva mentira ou manipulação humana tem a mão do diabo, e, se houver algum prejuízo, será culpa de quem o causou. É melhor o homem exercer uma profissão simples do que ser um rei assentado no trono ao qual não tem direito, por exemplo. Os que ousarem fazer diferente darão contas dos escândalos que, direta ou indiretamente, provocaram.

De início, 24 jovens  12 homens do exército de Abner e 12 soldados de Joabe  morreram em batalha em razão da proposta ilógica de Abner, de que somente 12 homens de cada lado guerreassem. Depois, morreram 19 homens de Davi e 360 da casa de Saul, além de Asael, homem ligeiro de pés, como gazela selvagem (2 Sm 2). A guerra continuou por muito tempo, e outras vidas foram perdidas. No entanto, se a vontade divina tivesse sido respeitada, nenhuma daquelas pessoas teria morrido. 

Quanto a você que teme o Altíssimo, não se deixe provocar por quem quer que seja, pois os provocadores não têm o temor do Senhor. O que querem é, simplesmente, fazer a própria vontade. Respeite sempre as decisões divinas, pois, agindo assim, não ouvirá da boca de Deus – no último Dia – uma sentença condenatória e eterna. De que adianta a alguém ganhar o mundo todo e perder a sua alma (Mc 8.36)? Ainda que o inimigo lhe ofereça o mundo todo, não se venda.

No final, prevaleceu a vontade divina, e Abner não teve vida longa, como não terão os que se dão a qualquer erro. Quando o início for vicioso, o fim não será diferente. Somente quem agradar a Deus chegará ao lugar para o qual o Senhor tem apontado. Muitos chegarão sem ter feito tudo o que lhes foi mandado, contudo, quem os atrapalhou responderá por essa falta.

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Seguidores