segunda-feira, 16 de abril de 2012

Uma ameaça a Fé genuina

“Como te roguei, quando parti para a Macedônia, que ficasses em Éfeso, para advertires a alguns que não ensinem outra doutrina, nem se deem a fábulas ou a genealogias intermináveis, que mais produzem questões do que edificação de Deus, que consiste na fé; assim o faço agora”. 1 Timóteo 1.3-4.

Paulo se preocupava com a entrada dos agentes do inimigo na Igreja. Ora, não podemos ser ingênuos nas questões espirituais, pois os agentes descritos pelo apóstolo estavam ensinando outra doutrina ao povo de Deus e inventando histórias mirabolantes. A sabedoria humana não tem peso espiritual, visto que a edificação dos filhos do Altíssimo vem pela fé.

A Bíblia adverte que, apesar de o Senhor e Seus servos só terem plantado trigo, durante o crescimento do que foi semeado, também haverá joio no trigal (Mateus 13.24-30). O inimigo tem logrado êxito em introduzir seus enviados no meio do povo de Deus. Eles têm conseguido fazer com que muitos desistam da fé, e, por causa disso, sem dúvida, pagarão caro pelo que fazem. Só temos uma doutrina a ensinar na Igreja: a bíblica, a qual nos é ministrada diretamente pelo Santo Espírito ao lermos as Escrituras ou ouvirmos a pregação da Palavra.

Na verdade, nem todos os que disseminam ensinos estranhos são agentes do diabo – alguns o fazem por pura ingenuidade –, mas isso não lhes tira a culpa e eles também serão responsabilizados pela loucura que trazem aos genuínos servos do Senhor. Não dá para entender o quanto são ousados no erro. Parece que não acreditam que, um dia, até as intenções dos corações serão reveladas.

Por que inventam e propagam ensinamentos que contradizem o Evangelho? Eles não conhecem a advertência de que ninguém pode edificar outro fundamento? Não entendem que estão criando confusão na obra de Deus? Jesus admoestou que quem, por qualquer propósito, fizer um dos Seus pequeninos se desviar, teria feito melhor se, antes disso, tivesse atado um grande peso ao pescoço e se atirado ao mar (Mateus 18.6). Ai de quem desvia uma só pessoa do caminho de Deus! Há muito louco que sequer pensa no que lhe acontecerá.

Normalmente, essas doutrinas surgem após “milagres especiais” terem sido anunciados; mas, se esses “milagres” forem examinados à luz da Verdade, nenhum se confirmará. Esses “profissionais do erro” levam muita gente a acreditar neles. Entretanto, tudo o que afirmam é pura invencionice deles e, portanto, não passa de uma mentira. Alguns citam casos de pessoas que sofreram muito, foram martirizadas, tiveram encontros com Deus ou receberam visitas de anjos. Quase sempre, o que afirmam é mentira e não tem peso espiritual positivo.

O povo de Deus é edificado pela fé proporcionada ao ouvir a Palavra de Deus (Romanos 10.17). Sem ela, a obra divina não é feita. Se a Igreja deixar de pregar a Palavra e começar a usar as técnicas persuasivas da Comunicação, das vãs filosofias ou da abordagem do ser humano a partir das máximas do marketing, restará somente um “mar de bobeiras”, crentes sem a autoridade do Pai e pura obra do adversário. A Igreja é edificada pela fé no que o Senhor fala!

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Seguidores