sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

A importância dos Profetas


“Certamente o Senhor JEOVÁ não fará coisa alguma, sem ter revelado o seu segredo aos seus servos, os profetas” Amós 3.7.

Que importância Deus dá a Seus profetas! Ele diz que não fará coisa alguma sem antes revelar o que pretende a eles. Mas, por que os profetas tentam fazer muitas coisas sem primeiro orar e colocar o assunto para que o Senhor dê a palavra final? Seria falta de fé, de informação, ou desprezo mesmo? Todos os filhos de Deus deveriam aprender a ter intimidade com o Altíssimo (Salmo 25.14). É bom que você comece logo e, ao tomar qualquer decisão, mesmo aquelas consideradas simples, sempre converse antes com o Pai (Provérbios 14.12).

O ministério do profeta é de suma importância para a Igreja. Ele não somente ouve de Deus e fala para o povo, mas também, pelo seu viver, prega a santidade, ou o desrespeito a todos. O importante é que ele seja sempre um representante de Deus. Quem não vigia o que fala e o que faz é uma péssima testemunha do Senhor. Muita gente jamais abrirá as Escrituras, mas, pela vida dos santos, será informada dElas.

A responsabilidade do profeta é muito grande. Ela é maior que a do médico da comunidade, o qual tem de zelar pela saúde do povo. O profeta dará conta das almas de todos os que vivem em seus dias e viverão depois dele. Obrigatoriamente, ele tem de ser um vaso limpo, santo e cheio do óleo sagrado constantemente. Nunca deve estar desligado de Deus nem se encontrar contaminado pelas coisas do mundo, ou pelo pecado. Ele foi chamado para ser o representante dos Céus.

A sua função lhe dá o direito de receber os segredos do Senhor, por isso, ele deve estar afinado com Deus para saber se o que lhe foi revelado deve ser entregue, onde, quando e de que maneira. A sua missão é velar pelo andamento da obra divina, e, se for dirigido pelo Senhor, e não pelos seus desejos ou por alguma recompensa, como aconteceu com Balaão, ele deve entregar o recado, ainda que isso lhe custe algum sofrimento ou mesmo a perda da própria vida. Ele deve ser dirigido sempre pelo Espírito Santo.

O profeta é servo de Deus e, como tal, precisa estar constantemente aos pés do Criador. Sua vida é uma das mais preciosas aos olhos dEle por ser a pessoa de quem todos – salvos ou perdidos – escutarão a mensagem divina. Se ele se envolver nos negócios desta vida, falhará, pois seu ministério não terá a repercussão que deveria (2 Timóteo 2.4).

Deus opera por intermédio de Seus profetas. Como no passado, os que forem chamados para essa missão terão a incumbência de fazer a vontade divina, podendo ser usados para repreender reis, os demais membros do ministério, ou alertar para alguma perseguição ou catástrofe que esteja por ocorrer. Que o Senhor levante mais profetas em nossos dias!

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Seguidores