quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

Sem misericórdia!

Jeans surrado, chinelo de dedo, roupas sujas e amarrotadas, corpo arcado para frente, dificuldade de equilíbrio, barba por fazer, os olhos vermelhos, as mãos queimadas pelo uso freqüente de entorpecentes, era forte o mau cheiro misturado ao odor de álcool, “travava” muitas vezes ao falar, intercalava momentos de choro e arrependimento com momentos de raiva e o desejo de estar morto.
Teve que se esforçar muito para lembrar, quando perguntei seu nome...  “–Samuel! É... Samuel.” – respondeu ele com dificuldade.

Este é o retrato de um homem que encontrei ontem, ao final do culto da noite entrando na Igreja. Um ato desesperado de buscar socorro, de alguém que ainda que estivesse desorientado pelos entorpecentes, sabia onde encontrar o Criador.

Fiquei impactado com o encontro de ontem. Pensei comigo mesmo, “quantas almas atormentadas e escravizadas temos visto nos dias de hoje, e quão baixo satanás pode levar um homem, o que estamos fazendo a respeito?!”

Mais tarde, enquanto ajudava aquele homem a voltar para sua “casa” (um cômodo de aproximadamente 2x3 com um pequeno banheiro agregado, dentro um fogão, uma mesa e uma cama), fiquei a pensar no quanto o inimigo odeia a vida humana.
Paulo, instruído pelo Espírito Santo disse que nós (os salvos) somos como Cartas Vivas de Cristo para o mundo (II Coríntios 3.2-3), na contramão Samuel, porém, me pareceu como um recado do inferno para nós, onde dizia: “-Nós não temos misericórdia!”

Orei por ele. Sei que o Senhor ouve nossas orações, mas também é necessário que o homem escravizado escolha ser liberto.
Jesus não é arrombador de portas.

Não tenho como saber o que passa pela sua mente neste momento amigo leitor, mas talvez alguém possa estar pensando; “-É só mais uma pessoa fraca buscando fugir da realidade!”, “-É apenas mais uma vítima da sociedade!”, “-Isso é o resultado de uma família destruída!” ou “-Só mais um homem sem instrução que não teve oportunidades na vida!”.
Eu pretendo lhe esclarecer dizendo qual o verdadeiro motivo deste homem estar nesta situação: “-É por causa de um Evangelho muito bem pregado nos dias de hoje, mas vivido sem o Amor que Cristo nos ensinou!”

Isso mesmo, Samuel fora no passado, Ministro de Louvor de uma Igreja Evangélica de onde se desviou.
Vi, na noite de ontem que o Amor tem se esfriado verdadeiramente, e se uma ovelha extraviar, ninguém irá buscá-la. (Leia Mateus 18.11-15).

A pretensão desta mensagem não é apontar o dedo para alguém, para alguma Igreja ou Ministério, mas sim que neste dia possamos refletir sobre a maneira como estamos amando nossos irmãos em Cristo.
Nós temos vivido como corpo de Cristo assim como descrito em I Coríntios 12.26 “De maneira que, se um membro padece, todos os membros padecem com ele; e, se um membro é honrado, todos os membros se regozijam com ele” ou cada um tem seguido seu próprio caminho?

Penso que Jesus espera uma Igreja verdadeiramente unida, de onde o inimigo jamais conseguirá extraviar outro Samuel.

Que neste dia nossas orações estejam voltadas para as ovelhas desgarradas do Aprisco do Senhor.

João 13.35 “Nisto conhecerão todos que sois meus discípulos, se tiverdes amor uns aos outros.”

I Coríntios 10.12 “Aquele, pois, que pensa estar em pé, olhe não caia.”

Um abraço,

Obreiro Mauricio


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Seguidores