sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

A resposta vem na Casa do Senhor


“Depois disto sucedeu que os moabitas, e os amonitas, e com eles alguns dos meunitas vieram contra Jeosafá para lhe fazerem guerra. Vieram alguns homens dar notícia a Jeosafá, dizendo: Vem contra ti uma grande multidão de Edom, dalém do mar; e eis que já estão em Hazazom-Tamar, que é En-Gedi.” II Crônicas 20.1-2

De tempos em tempos o inimigo se levanta contra nossas vidas, e como vemos nos versículos 1 e 2 de II Crônicas, eles nunca vêm sozinhos.
São os problemas financeiros que trazem junto discussões entre cônjuges e separações. Os desvios de caráter, associados a mentiras, vícios e doenças. Seja lá qual for o problema, sempre vem acompanhado de outro.

No texto de II Crônicas, uma grande multidão de inimigos se levantou contra o povo de Deus e o Rei Jeosafá fez o que todo Cristão deve fazer nestes momentos.
Jeosafá congregou o povo na CASA DO SENHOR, como podemos ler nos versículos 3 a 5.
Isso nos ensina que, quando o problema vier ao nosso encontro, devemos saber que o único lugar onde vamos encontrar o livramento, é no Senhor.
O Salmo 37.39 diz: “Mas a salvação dos justos vem do Senhor; Ele é a sua fortaleza no tempo da angústia”.

Voltando ao texto, o Rei reuniu o povo na CASA DO SENHOR e, como podemos ver nos versículos de 6 a 12, apresentou a causa diante de Deus.
Jeosafá agiu como descrito em Isaias 43.26 “Procura lembrar-me; entremos juntos em juízo; apresenta as tuas razões, para que te possas justificar!”
Perceba que o Rei lembra a Deus em oração dos feitos e promessas a respeito do povo de Israel. Ele apresenta sua razão a Deus baseado nas promessas do Senhor.
Esta é a oração que Deus responde, pois Ele não pode negar a sua própria Palavra. Esta é a oração que devemos fazer quando estivermos cercados e oprimidos pelo inimigo, lembrando a nosso Senhor de suas promessas, apresentando a Ele as nossas razões baseadas na Sua Palavra.

Esta oração deve ser feita na certeza de que o Senhor a ouve e responderá. Isto é orar com Fé.
No versículo 13 do texto vemos que todo o povo ficou em pé diante do Senhor. Isto significa que todos ficaram firmes e confiantes que receberiam a resposta de Deus. Eles não sentaram, nem cruzaram os braços, mas ficaram “em pé”. Espiritualmente falando posso dizer que eles ficaram “na Fé!” e mantiveram sua posição até ver o resultado.

A essa altura você deve estar se perguntando: “-E a resposta?! Como foi?!”.

Antes de chegarmos à resposta do Senhor propriamente dita, gostaria de destacar um fato que muito me chamou a atenção neste texto.
O fato é que a resposta que o povo esperava, veio de forma maravilhosa sobre um jovem chamado Jaaziel que estava no MEIO DA CONGREGAÇÃO (vers. 14). Perceba que ele estava “no meio da congregação” quando o Espírito do Senhor veio sobre ele.
Isso me lembrou da passagem de Marcos, capítulo 3, versículo 3, quando Jesus disse ao homem que tinha a mão mirrada “Levanta-te e vem para o meio”.
Sabe, aprendo aqui que Deus não usa quem fica à margem da Igreja, ou em outras palavras, aquele que não tem compromisso. Deus usou um jovem que estava “no meio”. Só recebe algo de Deus quem está comprometido, quem está no centro de sua vontade, quem está “no meio”.
O homem da mão mirrada não poderia receber nada de Deus se não tivesse se levantado e caminhado até o meio.
Jesus nos chama a levantar e caminhar para o centro da vontade de Deus.
Se obedecermos, veremos as maravilhas de Deus.
Da próxima vez que você estiver na sua igreja, lembre-se de que é “no meio” que Deus opera.

E eis a resposta maravilhosa do Senhor: Versículo 15 a 17 Não temais, nem vos assusteis por causa desta grande multidão, porque a peleja não é vossa, mas de Deus. Amanhã descereis contra eles; eis que sobem pela ladeira de Ziz, e os achareis na extremidade do vale, defronte do deserto de Jeruel. Nesta batalha não tereis que pelejar; postai-vos, ficai parados e vede o livramento que o Senhor vos concederá, ó Judá e Jerusalém. Não temais, nem vos assusteis; amanhã saí-lhes ao encontro, porque o Senhor está convosco.”

O próprio Deus luta pelo seu povo, isso é magnífico.
Amado, é o Senhor que irá vencer os seus inimigos, mas para isso precisamos buscá-lo em sua Casa, na Igreja, lembrando-o de suas promessas, apresentando nossas razões, estando no centro de sua vontade.

Do versículo 18 ao 30 de II Crônicas 20, você poderá ver que depois de receber a Palavra de Deus, todo o povo O adorou e enquanto cantavam louvores vestidos de trajes santos e dizendo “Daí graças ao Senhor, porque a sua benignidade dura para sempre”, o Senhor Deus destruía todos os inimigos.

Faça como o Rei Jeosafá e no final de tudo, enquanto estiver cantando louvores ao Senhor, Ele mesmo estará destruindo seus inimigos.

Em Cristo, com amor,

Mauricio
IIGD Piraquara
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Seguidores