quarta-feira, 16 de novembro de 2011

A Obra do Senhor será aperfeiçoada

“Tendo por certo isto mesmo: que aquele que em vós começou a boa obra a aperfeiçoará até ao Dia de Jesus Cristo” (Filipenses 1.6).

    
Toda vez que você se sentir tocado pela pregação do Evangelho ou pela leitura bíblica, tenha certeza de que o Senhor deseja dar-lhe algo. Em outras palavras, não perca esse objetivo de vista; lembre-se da promessa, dando glórias a Deus por ela e crendo que Ele é poderoso para fazer o que prometeu (Hebreus 10.23). Na verdade, está em nossas mãos obter ou não aquilo que Deus nos promete, pois, ao fazer a promessa, Ele nos dá o poder de realizá-la (Filipenses 2.13). Então, nesse caso, a responsabilidade de vê-la concretizada é nossa.
    Ninguém conseguirá entender, de um momento para o outro, tudo o que Deus tem. Nos tempos bíblicos, a revelação do Senhor era dada gradualmente; o mesmo acontece conosco. Os planos divinos nem sempre são revelados por completo; somente quando colocamos a “mão na massa” para fazermos o que nos compete, o Senhor amplia a revelação. Ademais, o Altíssimo jamais mudará o método que Ele determinou para nós: andar por fé e não por vista (2 Coríntios 5.7).
    Desde o primeiro dia em que demos ouvidos à pregação do Evangelho, Deus começou a boa obra em nós. Mesmo que nos tenhamos desviado ou esfriado na fé, o Pai não desistiu de nos ver realizando o que Ele determinou. Basta tão somente acreditarmos em Sua Palavra e, decididamente, partirmos firmes para a conclusão do que Ele nos confiou. O Senhor, então, fará o que for necessário para a consecução da Sua vontade.
    A Palavra é clara: o Altíssimo aperfeiçoará a obra iniciada em nós. Isso significa que Ele não quer que façamos as coisas de qualquer jeito, mas, sim, deseja obra sem defeito, feita com a virtude dada por Ele, a qual é perfeita para nos ajudar a honrar o Seu bom Nome. Não deixe o inimigo dizer que você não conseguirá realizar o que lhe foi proposto, mas alegre-se, pois você será vitorioso se fizer a obra como lhe foi apresentada. Jamais cumpra os mandamentos com preguiça ou imperícia, pois, como está escrito, “maldito aquele que fizer a obra do SENHOR relaxadamente!” (Jeremias 48.10a – RA).
    O limite para a realização das obras divinas é o Dia do Senhor Jesus. Enquanto essa data não chega, Deus está à nossa disposição a fim de nos capacitar para o nosso serviço a Ele. Quando o Eterno criou todas as coisas, caprichou no que fez. Depois, examinou a qualidade de sua criação e viu que “tudo quanto tinha feito [...] era muito bom” (Gênesis 1.31). Prepare-se, porque Ele examinará o que fazemos com a ajuda dEle e não ficará satisfeito se o produto não for bom. Deus quer excelência no Seu trabalho, por isso provará todas as nossas obras (1 Coríntios 3.9-15).
    Busque capacitação material e material para realizar o serviço do Mestre. Transforme isso em seu principal motivo de oração. Não deixe o maligno, que é um trapaceiro, dizer que você não obterá êxito na tarefa de anunciar as verdades do Reino. Acorde! O Senhor aperfeiçoará o que Ele começou em você! A obra de Deus em sua vida deve ser um exemplo da maestria divina.

    Em Cristo, com amor,

    R. R. Soares
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Seguidores