quinta-feira, 3 de novembro de 2011

DEPOIS DO ACERTO

“Então, disse o SENHOR a Josué: Não temas e não te espantes; toma contigo toda a gente de guerra, e levanta-te, e sobe a Ai; olha que te tenho dado na tua mão o rei de Ai, e o seu povo, e a sua cidade, e a sua terra” (Josué 8.1).

    Acã foi um israelita que fez seu povo perder a batalha contra a pequenina cidade de Ai. Levado pelo sentimento de ganância, ele tomou do anátema, daquilo que o Senhor havia proibido: uma cunha de ouro, um pouco de prata e uma veste babilônica (Josué 7.21), e, como resultado, seu povo foi derrotado, e ele se afastou do Senhor, morrendo  apedrejado, junto com seus familiares.

    Esse episódio bíblico nos ensina que um simples pecado do qual a pessoa não se arrepende é capaz de fazer com que ela e sua família sejam não apenas oprimidas aqui na terra, mas também levadas à perdição eterna. Muitos, hoje, estão nas mãos de espíritos opressores por terem cometido alguma transgressão e não a terem confessado. Mas pobres daqueles que erram e continuam nessa condição, mentindo por não confessarem e não se arrependerem!

    Ninguém presenciou a transgressão de Acã – exceto Deus, o Onisciente. Josué, por sua vez, havia rasgado as próprias vestes, não entendendo quem era culpado por aquele ocorrido; talvez até sugerisse que a culpa fosse do Senhor, por não lhes ter dado a vitória. Porém, o que o sucessor de Moisés tinha de aprender é que o Altíssimo é bom e jamais fará mal aos Seus servos (Lamentações 3.25).

    Tão logo Acã foi morto, o Senhor repetiu as promessas que havia feito a Josué. O mesmo sucederá quando o filho de Deus estiver longe do pecado. Que insensatez é esconder algum feito errado! Obviamente, o melhor é não pecar, mas, se isso ocorreu, não deixe de confessar a transgressão para obter o perdão. Tentar encobrir o erro é, por sinal, o pior que pode acontecer a alguém, pois, dessa forma, o diabo o terá em suas mãos e irá oprimi-lo com toda a sua maldade. Portanto, se você caiu, acerte-se com o Pai e com a pessoa contra quem você pecou. Livre-se da sua culpa a fim de que Satanás não o atinja com alguma de suas setas.

    Josué foi lembrado de que não poderia temer nem se espantar – duas atitudes que também jamais devemos tomar. Não podemos temer, pois esse ato dá ao inimigo uma brecha em nossa vida; afinal, o espírito do medo é do inimigo, e não de Deus. Também não devemos espantar-nos. O diabo é mestre em tentar fazer com que nos assustemos, mas, independentemente de qual seja a nossa provação, o Senhor prometeu estar conosco sempre (Isaías 43.2).

    Deus ordenou àquele comandante de Israel que tomasse gente de guerra. Meu irmão, todos os versículos poderosos que o Senhor lhe tem dado são como soldados para batalhar em seu favor. É preciso armar-se de todas as revelações de poder e partir para enfrentar aquele que já foi derrotado pelo nosso Salvador. Assim, Satanás será aniquilado e você sairá vitorioso. Assim que você se sentir armado com um guerreiro do Senhor, levante-se e parta para a batalha consciente de que o Senhor já lhe deu a vitória. De fato, a nossa luta já foi ganha pelo nosso Salvador, quando Ele morreu e ressuscitou em nosso favor!

    Em Cristo, com amor,

    R. R. Soares 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Seguidores