sexta-feira, 30 de setembro de 2011

2º Fruto – Alegria ou gozo

A alegria é a presença de Jesus em nós, ela foi descrita em Neemias 8.10b “porque este dia é consagrado ao nosso Senhor; portanto não vos entristeçais; porque a alegria do SENHOR é a vossa força.”.


A alegria pode ser manifesta em nossas vidas de muitas maneiras, sobretudo, devemos levar em conta diferenças no que diz respeito à fonte desta alegria.

As alegrias que vêm das coisas carnais, por exemplo, não duram, não tem continuidade. São na verdade baseadas em maneiras de se fugir de uma realidade, o que proporciona um gozo momentâneo, mas que invariavelmente terminam em curto tempo, trazendo ainda mais tristeza e frustração a alma humana.

O Fruto da Alegria, difere em relação à não estar ligada às coisas deste mundo mas sim ao Reino de Deus. Veja alguns exemplos disso:

Contentamento e regozijo por termos um Deus a quem podemos dirigir nossas orações, sabendo que Ele está perto:
Filipenses 4.4 "Regozijai-vos sempre no Senhor; outra vez digo, regozijai-vos. Seja a vossa eqüidade notória a todos os homens. Perto está o SENHOR. Não estejais inquietos por coisa alguma; antes as vossas petições sejam em tudo conhecidas diante de Deus pela oração e súplica, com ação de graças. E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e os vossos sentimentos em Cristo Jesus.".
 

Alegria na Palavra:
João 15.11 "Tenho-vos dito isto, para que o meu gozo permaneça em vós, e o vosso gozo seja completo.".
 

Alegria no Espírito:
João 7.37 "E no último dia, o grande dia da festa, Jesus pôs-se em pé, e clamou, dizendo: Se alguém tem sede, venha a mim, e beba. Quem crê em mim, como diz a Escritura, rios de água viva correrão do seu ventre. E isto disse ele do Espírito que haviam de receber os que nele cressem". 

Alegria e Virtude em Jesus:
Lucas 10.21 "Naquela mesma hora se alegrou Jesus no Espírito Santo, e disse: Graças te dou, ó Pai, Senhor do céu e da terra, que escondeste estas coisas aos sábios e inteligentes, e as revelaste às criancinhas; assim é, ó Pai, porque assim te aprouve".

Precisamos, pois, do Fruto da Alegria. Imagine alguém declarar servir a um Deus vivo, criador de todas as coisas e que nunca perdeu uma batalha, ao mesmo tempo em que demonstra ser uma pessoa triste! Não faz sentido algum, devemos nos alegrar no Espírito pelo que Ele é.

O salmista Davi disse:
"Servi ao SENHOR com alegria; e entrai diante dele com canto." Salmo 100.2.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Seguidores