segunda-feira, 20 de junho de 2011

Leais são as feridas feitas pelo amigo


“Leais são as feridas feitas pelo amigo...”. PROVÉRBIOS 27.6

Nem sempre quando estamos ouvindo a Palavra de Deus na Igreja é agradável aos nossos ouvidos. Muitas vezes somos “feridos” na Igreja.
Isso porque, assim como um bom Pai, nosso Senhor tem a necessidade de nos repreender (Provérbios 3:12).
Não podemos esquecer que essas “feridas”, são para a nossa Salvação, assim como vemos que aconteceu por diversas vezes na história do povo de Deus.

Um belo exemplo é a história do Profeta Isaias, que passou por esta situação, e quando?? Ora quando estava no Templo, ou melhor, na Igreja.
Veja o que a Palavra de Deus nos conta a respeito: “No ano em que morreu o rei Uzias, eu vi também ao Senhor assentado sobre um alto e sublime trono; e o seu séquito enchia o templo. Serafins estavam por cima dele; cada um tinha seis asas; com duas cobriam os seus rostos, e com duas cobriam os seus pés, e com duas voavam. E clamavam uns aos outros, dizendo: Santo, Santo, Santo é o SENHOR dos Exércitos; toda a terra está cheia da sua glória. E os umbrais das portas se moveram à voz do que clamava, e a casa se encheu de fumaça”. ISAIAS 6:1-4
Incrível não é mesmo! Isaias estava na Igreja diante do Rei dos Reis e ele ficou feliz, sentiu-se em Paz não é mesmo?! Não, não é verdade!! O que aconteceu foi que Isaias deparou-se com o seu PECADO e o PECADO do povo com o qual vivia, veja: “Então disse eu (Isaias): Ai de mim! Pois estou perdido; porque sou um homem de lábios impuros, e habito no meio de um povo de impuros lábios; os meus olhos viram o Rei, o SENHOR dos Exércitos”. ISAIAS 6:5.
É aqui, neste momento que nós começamos a nos sentir “incomodados”.
Quando a presença do Senhor se manifesta e nos vemos como que, cara a cara com um espelho espiritual, o qual revela nossos erros e pecados.
Exatamente neste momento, nossa “carne” quer fugir e abandonar a Igreja.

O que tem acontecido hoje em dia é que muitas vezes não temos aceitado essa repreensão que vem do nosso Senhor. Falta-nos, a compreensão de que estamos sendo transformados, de que estamos “matando” a nossa velha maneira de viver, e isso, é sim doloroso.

Davi, homem segundo o coração de Deus, tinha consciência de que a repreensão do Justo causaria feridas, mas que produziria os frutos necessários para a Salvação: "Fira-me o justo, será isso uma benignidade; e repreenda-me, será um excelente óleo, que não me quebrará a cabeça;" Salmos 141:5

Sabe qual o final da história de Isaias? Quando reconheceu seu pecado e sua iniqüidade, o Senhor Deus o libertou e o consagrou para Profeta.
“Porém um dos serafins voou para mim, trazendo na sua mão uma brasa viva, que tirara do altar com uma tenaz; E com a brasa tocou a minha boca, e disse: Eis que isto tocou os teus lábios; e a tua iniqüidade foi tirada, e expiado o teu pecado. Depois disto ouvi a voz do Senhor, que dizia: A quem enviarei, e quem há de ir por nós? Então disse eu: Eis-me aqui, envia-me a mim. Então disse ele: Vai, e dize a este povo...”. ISAIAS 6:5-9

Na próxima vez que você se sentir ofendido, incomodado ou confrontado dentro da Igreja, preste atenção!
Talvez Deus esteja querendo transformar sua vida numa grande benção!
Não resista, não fuja! Faça como Davi, que reconhecia a benção por traz da repreensão.

Se nós, chamamos nosso Deus como Senhor, então tratemo-lo com tal.

Um abraço,

IIGD Piraquara.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Seguidores