quinta-feira, 30 de junho de 2011

Dê a todo aquele que lhe pedir



“Dê a todo aquele que lhe pedir, e se alguém tirar o que pertence a você, não lhe exija que o devolva.”
Lucas 6:30




Obviamente, não vamos dar dinheiro para uma pessoa que o usaria para comprar drogas ou bebida. Também, como Paulo ensinou, não devemos ajudar pessoas que se recusam a trabalhar (2 Tess 3:10-12). As palavras de Jesus aqui são exemplos de hipérbole, uma ênfase expressiva comum no discurso hebreu.

Jesus sabia que haveria situações em que seria melhor não dar, como haveria situações em que seria certo buscar algo que foi roubado.

Mas, no geral, quando uma pessoa pede devemos dar e é melhor deixar uma pessoa ficar com aquilo que tirou de nós.

Pode ser algo emprestado ou algo roubado.

Se nós confiamos que Deus vê tudo e um dia fará justiça, podemos abrir mão de qualquer coisa, pois o que receberemos de volta da mão do Altíssimo irá muito além de qualquer posse na terra.

E como o Provérbio lembrou “Quem trata bem os pobres empresta ao Senhor, e ele o recompensará.” (Prov 19:17).

Jesus sabia que haveria situações em que seria melhor não dar, como haveria situações em que seria certo buscar algo que foi roubado.

Mas, no geral, quando uma pessoa pede devemos dar e é melhor deixar uma pessoa ficar com aquilo que tirou de nós.

Pode ser algo emprestado ou algo roubado.

Se nós confiamos que Deus vê tudo e um dia fará justiça, podemos abrir mão de qualquer coisa, pois o que receberemos de volta da mão do Altíssimo irá muito além de qualquer posse na terra.

E como o Provérbio lembrou “Quem trata bem os pobres empresta ao Senhor, e ele o recompensará.” (Prov 19:17).

Um abraço,

IIGD Piraquara

quarta-feira, 29 de junho de 2011

Se alguém lhe tirar a capa


“Se alguém lhe tirar a capa, não o impeça de tirar-lhe a túnica.”
Lucas 6:29b






Alguns dizem que a Palavra de Deus é antiquada.

O que poderia ser mais atual do que um conselho de como agir num assalto!
Não é isso que os policiais nos aconselham - não reagir?

O ponto não é que nossos pertences não valem nada, nem que alguns, pela sua condição social, ganharam o direito de roubar.

O ponto é que os súditos do Reino sabem escolher o que é realmente valioso.

Apesar da injustiça e da provocação de criminosos ou perseguidores, há coisas mais importantes do que nossos bens.

Há momentos para procurar as autoridades e buscar justiça.
E há momentos em que resistir ou reagir ao mal trará perdas maiores ainda.

Lembramos as palavras daquela pessoa que refletiu sobre o que não perdeu num assalto.
Alguém que sofreu um assalto certa vez fez uma valiosa observação: ele notou que o ladrão levou sua carteira, mas, não sua vida; seu dinheiro, mas, não sua alma.
E graças a Deus era o outro que roubava, e não ele.

Deus nos abençoou de modo que aquilo que temos de mais valioso ninguém pode roubar (João 10:28-29).

Há situações em que a melhor forma de guardar talvez seja abrindo mão de todo o resto.

Um abraço,

IIGD Piraquara

Se alguém lhe bater numa face

“Se alguém lhe bater numa face, ofereça-lhe também a outra.”
Lucas 6:29a






Essa é dura.
Não sei se essa palavra é mais difícil para homens ou mulheres.


Mas, eu fui criado na escola do "não levar desaforo para casa".

Eu li essas palavras como jovem e pensei - isso é impraticável.

Porém, algumas coisas precisamos entender.
Primeiro, Jesus não está nos aconselhando a sofrer violência sem defesa.
As autoridades existem para reprimir a criminalidade.
É para eles que devemos recorrer se estivermos em perigo (Rom 13:4).
Mas, há situações em que teremos que enfrentar hostilidade com amor, sobretudo por nossas convicções Cristãs.
Como Darrell L. Bock observou em seu comentário do Evangelho de Lucas: "O amor é disponível, vulnerável, e sujeito ao abuso. Oferecendo a outra face não é tanto uma busca ativa como é um risco natural quando tentamos alcançar aqueles que reagem com desprezo. A vingança é excluída, enquanto fazendo o bem aos hostis é comandado. No contexto de perseguição, oferecendo a outra face significa continuando a ministrar, mesmo arriscando mais perseguição, como Paulo fez em Atos 14 e 16".

E eu acrescentaria, como Jesus fez em João 18:22-23.Jesus não só falou, ele fez. Se Jesus fez, então pelo poder dele, nós podemos também.

Um abraço,

IIGD Piraquara

orem por aqueles que os maltratam

“… orem por aqueles que os maltratam.”
Lucas 6:28b





Oposição. Provocação. Hostilidade. Você conhece estas palavras?
Talvez elas são mais que simples palavras para você. Talvez são descrições dolorosas daquilo que você sofre nas mãos de uma pessoa que devia lhe amar.


Uma tapa aqui. Um empurrão ali. Pode não ser com a mão, mas, com a língua afiada.

De qualquer forma - dói. Às vezes até a alma.

O que fazer? Pode reagir. Pode revidar. Sem dúvida, há um certo gosto de "justiça" nisso.

Mesmo que não reaja, dá vontade de contar para todo mundo o que essa pessoa fez.

Mas, pense em outra possibilidade.

Que tal só contar para um? Que tal contar para o único que pode fazer algo definitivo?
Só tem um que pode não só sarar suas feridas, mas, mudar aquela pessoa para sempre.

Quando você contar para seu Pai, fale de toda sua dor, derrame toda sua amargura.

E depois que ele escutar tudo, peça que ele ajude esta pessoa a lhe enxergar como o filho que você é.

Peça ao Pai que ele lhe ajude a viver e ser o filho que você é.

Tenho certeza que você começará a olhar para aquela pessoa cada vez mais como o filho do mesmo Pai que ela também é.

E a cura das suas feridas (e as feridas dela também) já terá começado.

Um abraço,

IIGD Piraquara

segunda-feira, 27 de junho de 2011

Abençoem os que os amaldiçoam

“Abençoem os que os amaldiçoam...”
Lucas 6:28a






É uma coisa abençoar quem faz favores, fala bem de nós ou nos encoraja.


Até que dá vontade. "Deus te abençoe também, meu irmão. Tudo de bom para você e sua família".

Quantas vezes e com quanta facilidade abençoamos "gente do bem"!
Não querendo tirar o mérito destas bênçãos, mas, será que não é parecido com uma troca de favores?
Você faz algo de bom para mim e em troca, eu lhe abençôo.
Você não fez para receber a bênção e eu não faço pensando em "pagamento".
No entanto, não deixa de ser uma retribuição esperada.
Além de ser uma troca, com o tempo começa a ser algo feito sem pensar.
Quando você diz "Deus te abençoe, irmão" você realmente pensa naquilo que está pedindo?
Agora, abençoar uma pessoa que não só deixou de fazer o bem, mas, fez o mal a você - isso requer intenção.
Sabemos que as chances são grandes de que não haverá retribuição.
Isso não vem de mim. Só pode vir de Deus.
Então, na bênção àqueles que nos fazem mal nós nos tornamos meios pelos quais Deus faz algo extraordinário.
Pode ser que por meio disso ele abençoe pessoas que de outra forma não seriam abençoadas.
Verdadeiramente, tem algo de grandeza nesse ato.
E não é disso que, no fundo, todos nós queremos fazer parte, algo muito maior do que nós – algo divino?
Um abraço,

IIGD Piraquara

Amem os seus inimigos

“Mas eu digo a vocês que estão me ouvindo: Amem os seus inimigos, façam o bem aos que os odeiam.”
Lucas 6:27





Amar seu inimigo? Ninguém faz isso facilmente. Tem que ser um ato de vontade.
O verbo "amar" aqui é um imperativo. É uma ordem.
Ela é cumprida não no aconchego de um sentimento florido, mas, na luta para resgatar um filho perdido de seu Pai.
Deus lhe escolheu para amar um filho dEle? É seu inimigo?
Pode ser que na vida daquela pessoa não haja ninguém melhor que você para comunicar o amor profundo de Deus.
Tem motivos para sentir raiva ou revolta?
Talvez seja por isso que você seja o candidato mais convincente para comunicar o amor do Pai a essa pessoa.
Confie em Jesus.
Ele sabe o quanto custa amar seus inimigos.
Você lembra o quanto ele pagou para amar a mim e a você quando nós ainda éramos inimigos dele?
Um abraço,

IIGD Piraquara

sexta-feira, 24 de junho de 2011

Ai de vocês, quando todos falarem bem de vocês

“Ai de vocês, quando todos falarem bem de vocês, pois assim os antepassados deles trataram os falsos profetas.”
Lucas 6:26






Há elogios que são sinceros e legítimos.
É bom e bíblico encorajar uns aos outros.


Mas, quando todos (ou ainda a maioria) falam bem de nós alguma coisa está errada.

Ser fiel à palavra de Deus, tomar o lado de Jesus e seguir a orientação do Espírito naturalmente criará inimigos para nós.

Se o mundo odeia Jesus é impossível ser fiel ao Senhor e popular entre a maioria aqui (João 15:18-19; 17:14; 1 João 3:13).

Mesmo no meio do povo de Deus os profetas descobriram isso.

Que possamos buscar agradar tão somente o Senhor.
Se alguém falar bem de nós, que seja ele.

Um abraço,

IIGD Piraquara

Ai de vocês, que agora riem

“Ai de vocês, que agora riem, pois haverão de se lamentar e chorar.”
Lucas 6:25




Os magos procurando o recém nascido rei dos judeus sentiram profunda alegria ao verem a estrela (Mt 2:10).


O homem que achou o tesouro oculto no campo vendeu tudo que tinha, transbordando de alegria (Mt 13:44).

O discípulo se alegra, sabendo que seu nome está escrito no livro da vida (Lc 10:20).

Jesus deixou seu gozo a seus discípulos (João 15:11).

Aqueles que riem de Jesus e seus seguidores um dia lamentarão.

Aqueles que conhecem a alegria do Senhor serão felizes para sempre.

Um abraço,

IIGD Piraquara

quarta-feira, 22 de junho de 2011

Ai de vocês, que agora têm fartura, porque passarão fome

“Ai de vocês, que agora têm fartura, porque passarão fome.”
Lucas 6:25

A culpa é minha se uma pessoa cata e come lixo por trás do prédio onde eu moro?
É minha responsabilidade alimentar cada pessoa passando fome no meu bairro?


Há perguntas que servem mais para defender do que para esclarecer; mais para desculpar do que para solucionar.

Madre Teresa disse, "Quando uma pessoa pobre morre de fome, isso não aconteceu porque Deus não cuidou dela.
Isso aconteceu porque nem eu nem você quisemos dar àquela pessoa o que ela precisava".
O lamento daqueles que passarão a eternidade com fome não será pelos bens que se foram, mas pelas oportunidades que perderam.

Será que tem alguma oportunidade lhe esperando ainda hoje?
Um copo d’água, um sanduíche, ou um quilo de alimento – basta isso para tirar a sede ou a fome de alguém que você verá no porvir.

Pode ser o próprio Jesus (Mt 25:40).

Um abraço,

IIGD Piraquara

Mas ai de vocês, os ricos, pois já receberam sua consolação

“Mas ai de vocês, os ricos, pois já receberam sua consolação.”
Lucas 6:24

Jesus não está condenando riqueza por si só, nem exaltando a pobreza em si como virtude.


Ele está nos alertando de que a escolha por riqueza ou bens materiais no lugar do Reino de Deus é um mau negócio.

Toda a recompensa que teremos se dará aqui - e mais nada.
Quem sai desta vida com alguma coisa?

Tudo que podemos acumular aqui e tudo que iremos desfrutar em poucos anos acabará.

Nossa escolha pelo Reino pode trazer prejuízo e perda aqui.
Mas, acumula tesouro incalculável no lugar para onde iremos passar eternidade.

Como diz aquele lindo cântico: “aquele que a ti escolher um tesouro maior terá”.

Um abraço,

IIGD Piraquara

Regozijem-se nesse dia e saltem de alegria

“Regozijem-se nesse dia e saltem de alegria, porque grande é a sua recompensa nos céus. Pois assim os antepassados deles trataram os profetas.”
Lucas 6:23

Você está sofrendo por fazer o bem? Seguir Jesus está lhe custando caro?


Jesus lhe chama a olhar duas coisas importantes: seu futuro e seu passado.
Da perspectiva celestial qualquer dificuldade que passamos aqui por causa de Jesus só aumenta as bênçãos que nos esperam.

De olho no passado, Deus está construindo através de nós uma linhagem que volta a grandes servos como os profetas.
Olhando o futuro, ou o passado, nosso presente é motivo de comemoração.

Somos honrados por Deus e ele não esquecerá.

Ou como Paulo lembrou “os nossos sofrimentos leves e momentâneos estão produzindo para nós uma glória eterna que pesa mais do que todos eles. Assim, fixamos os olhos, não naquilo que se vê, mas no que não se vê, pois o que se vê é transitório, mas o que não se vê é eterno.” (2 Cor 4:17-18).

Que Deus lhe ajude a enxergar de onde você veio e para onde está indo.
Um abraço,

IIGD Piraquara

Bem-aventurados serão vocês, quando… eliminarem o nome de vocês

“Bem-aventurados serão vocês, quando… eliminarem o nome de vocês, como sendo mau, por causa do Filho do homem.”
Lucas 6:22


Uma das coisas mais difíceis de sofrer é ter nosso nome injuriado ou desprezado.



Atacar o nome de uma pessoa é uma agressão à sua essência.


Dói mais ainda quando sofremos isso por causa de Cristo.


Que nunca seja provocado por nós. Se temos que sofrer por causa de Jesus, que seja porque estamos vivendo e agindo como ele - na busca de fazer o bem.


Assim, qualquer sofrimento que passamos aqui Deus converterá em glória para exaltar o nome de Jesus e luz para guiar outros até Ele.

Um abraço,

IIGD Piraquara

Bem-aventurados serão vocês, quando os odiarem

“Bem-aventurados serão vocês, quando os odiarem, expulsarem e insultarem...”
Lucas 6:22


A epístola a Diognetus do segundo século descreve Cristãos assim: "Eles amam todos os homens, no entanto, são perseguidos por todos... Eles são mortos, mas, recebem vida. Eles vivem na miséria, mas, trazem riqueza a muitos... são caluniados, mas, abençoam; são insultados, mas, respeitam. Fazendo o bem eles são punidos como malfeitores, sendo punidos eles regozijam, como se fossem revigorados."

Se você não sofre por Cristo hoje, saiba que muitos dos seus irmãos sofrem.

Pode ser um discípulo num país que reprime o Cristianismo.
Pode ser um Cristão numa família mundana ou que só aceita certa "linha" de doutrina.


Seja qual for o caso, há irmãos nossos que sofrem e são excluídos por causa de Jesus.
Lembre deles em suas orações e ore a Deus para que sejam cada vez mais fiéis a Jesus.

Ore para que saibam o quanto Ele os ama e quão grande é o tesouro que os espera.

Um abraço,

IIGD Piraquara

terça-feira, 21 de junho de 2011

Mas os beijos do inimigo são enganosos

“... mas os beijos do inimigo são enganosos”. Provérbios 27:6


O beijo no rosto era um modo de saudar usado no Oriente desde os tempos dos patriarcas, era comum entre pessoas do mesmo sexo e, em ocasiões especiais, entre pessoas de sexo diferente.

Pais e mães beijavam os filhos, os filhos beijavam os pais, irmãos, entre si, amigos e companheiros, entre si.
E em tempos mais recentes, os antigos cristãos da Igreja Primitiva se saudavam com o beijo de irmão (Rm 16.16; 1 Pe 5.14).

O beijo, até os dias atuais é conhecidamente uma demonstração e um sinal de Amor.
Mas se todos sabemos que o beijo significa Amor, porque então seria necessário que a Palavra de Deus nos falasse a respeito dos beijos do inimigo, uma vez que não há Amor, nem Afeto entre inimigos?
Isso porque Deus sabe que o nosso inimigo é mentiroso (João 8:44) e corremos o risco de sermos seduzidos pelas suas mentiras, estando sujeitos às suas tentações.

Temos que cuidar e vigiar os nossos passos, com quem estamos convivendo e nos relacionando.
Não devemos confiar no homem por mais verdadeiro que pareça, o Senhor Deus também nos alerta acerca disso em Jeremias 17:5 “Assim diz o SENHOR: Maldito o homem que confia no homem, e faz da carne o seu braço, e aparta o seu coração do SENHOR!”

Deus aqui nos alerta para cuidar com aqueles que aparentemente se fazem de amigos para roubar a nossa benção.

Também não devemos esquecer que a primeira parte de Provérbios 27:6 nos fala a respeito da repreensão e de correção. Quando não aceitamos que nosso Senhor nos corrija, facilmente vamos tentar nos apoiar no homem, e então enganados, aceitamos os “beijos” do inimigo.

Precisamos, pois, atentar para a Palavra do Senhor e nos afastar das propostas malignas.

Lembre-se, Jesus foi traído com um beijo de alguém muito próximo (Mateus 26:49).

Um abraço,

IIGD Piraquara

segunda-feira, 20 de junho de 2011

Leais são as feridas feitas pelo amigo


“Leais são as feridas feitas pelo amigo...”. PROVÉRBIOS 27.6

Nem sempre quando estamos ouvindo a Palavra de Deus na Igreja é agradável aos nossos ouvidos. Muitas vezes somos “feridos” na Igreja.
Isso porque, assim como um bom Pai, nosso Senhor tem a necessidade de nos repreender (Provérbios 3:12).
Não podemos esquecer que essas “feridas”, são para a nossa Salvação, assim como vemos que aconteceu por diversas vezes na história do povo de Deus.

Um belo exemplo é a história do Profeta Isaias, que passou por esta situação, e quando?? Ora quando estava no Templo, ou melhor, na Igreja.
Veja o que a Palavra de Deus nos conta a respeito: “No ano em que morreu o rei Uzias, eu vi também ao Senhor assentado sobre um alto e sublime trono; e o seu séquito enchia o templo. Serafins estavam por cima dele; cada um tinha seis asas; com duas cobriam os seus rostos, e com duas cobriam os seus pés, e com duas voavam. E clamavam uns aos outros, dizendo: Santo, Santo, Santo é o SENHOR dos Exércitos; toda a terra está cheia da sua glória. E os umbrais das portas se moveram à voz do que clamava, e a casa se encheu de fumaça”. ISAIAS 6:1-4
Incrível não é mesmo! Isaias estava na Igreja diante do Rei dos Reis e ele ficou feliz, sentiu-se em Paz não é mesmo?! Não, não é verdade!! O que aconteceu foi que Isaias deparou-se com o seu PECADO e o PECADO do povo com o qual vivia, veja: “Então disse eu (Isaias): Ai de mim! Pois estou perdido; porque sou um homem de lábios impuros, e habito no meio de um povo de impuros lábios; os meus olhos viram o Rei, o SENHOR dos Exércitos”. ISAIAS 6:5.
É aqui, neste momento que nós começamos a nos sentir “incomodados”.
Quando a presença do Senhor se manifesta e nos vemos como que, cara a cara com um espelho espiritual, o qual revela nossos erros e pecados.
Exatamente neste momento, nossa “carne” quer fugir e abandonar a Igreja.

O que tem acontecido hoje em dia é que muitas vezes não temos aceitado essa repreensão que vem do nosso Senhor. Falta-nos, a compreensão de que estamos sendo transformados, de que estamos “matando” a nossa velha maneira de viver, e isso, é sim doloroso.

Davi, homem segundo o coração de Deus, tinha consciência de que a repreensão do Justo causaria feridas, mas que produziria os frutos necessários para a Salvação: "Fira-me o justo, será isso uma benignidade; e repreenda-me, será um excelente óleo, que não me quebrará a cabeça;" Salmos 141:5

Sabe qual o final da história de Isaias? Quando reconheceu seu pecado e sua iniqüidade, o Senhor Deus o libertou e o consagrou para Profeta.
“Porém um dos serafins voou para mim, trazendo na sua mão uma brasa viva, que tirara do altar com uma tenaz; E com a brasa tocou a minha boca, e disse: Eis que isto tocou os teus lábios; e a tua iniqüidade foi tirada, e expiado o teu pecado. Depois disto ouvi a voz do Senhor, que dizia: A quem enviarei, e quem há de ir por nós? Então disse eu: Eis-me aqui, envia-me a mim. Então disse ele: Vai, e dize a este povo...”. ISAIAS 6:5-9

Na próxima vez que você se sentir ofendido, incomodado ou confrontado dentro da Igreja, preste atenção!
Talvez Deus esteja querendo transformar sua vida numa grande benção!
Não resista, não fuja! Faça como Davi, que reconhecia a benção por traz da repreensão.

Se nós, chamamos nosso Deus como Senhor, então tratemo-lo com tal.

Um abraço,

IIGD Piraquara.

sexta-feira, 17 de junho de 2011

Bem-aventurados vocês, que agora choram


“Bem-aventurados vocês, que agora choram, pois haverão de rir”.
Lucas 6:21








A alegria que Jesus traz não é de um parque de diversão ou de uma piada hilária.
É de uma felicidade que nasce dentro de nós pelo imenso prazer de estar vivendo a melhor de todas as vidas.

Como no caso daqueles com fome, Jesus não está exaltando a tristeza como virtude.
Ele está prometendo que aqueles que choram agora um dia haverão de rir.

Seguir Jesus eventualmente traz sofrimento e tristeza para todo discípulo.

Pode ser o afastamento de um amigo, a falta de compreensão de um parente ou até perseguição por causa de Cristo.
Pode ser pelo nosso próprio pecado.

 Seja qual for o motivo, a fé em Jesus é também a fé que um dia "Deus enxugará dos seus olhos toda lágrima" (Apocalipse 7:17). Porque o motivo daquela tristeza terá sumido para nunca mais voltar e dará lugar a uma alegria imensa que durará para a eternidade.

Um abraço,

IIGD Piraquara

Novos Clipes

Conheça os novos Clipes da Graça Music
Lançamentos do CD Românticos
















quinta-feira, 16 de junho de 2011

Bem aventurados vocês, que agora tem fome

“Bem-aventurados vocês, que agora têm fome, pois serão satisfeitos”.
Lucas 6:21




Deus vê a miséria que tem na terra.
Ele não está cego.


A fome é uma das piores sensações e uma das mais gritantes injustiças que existe aqui.
Uma coisa é passar fome quando ninguém tem o que comer numa terra devastada e seca.
Mas é outra coisa aguentar aquela dor no seu estômago sabendo que pessoas do outro lado da rua têm pão com fartura.

Será que a promessa que Jesus fez aqui espera encontrar seu cumprimento em nós?
Será que nós fazemos parte da bem-aventurança?

Foi Madre Teresa que disse "Se você não consegue alimentar cem pessoas, pelo menos alimente uma".Se fazemos isso e damos glória a quem é devido, então já se cumpre diante de nós essa maravilhosa promessa de Jesus.
Pense nisso!

Um Abraço,

IIGD Piraquara

quarta-feira, 15 de junho de 2011

Bem aventurados vocês, os pobres

"Jesus desceu com eles e parou num lugar plano. Estavam ali muitos dos seus discípulos e uma imensa multidão procedente de toda a Judéia, de Jerusalém e do litoral de Tiro e de Sidom, que vieram para ouvi-lo e serem curados de suas doenças. Os que eram perturbados por espíritos imundos ficaram curados, e todos procuravam tocar nele, porque dele saía poder que curava todos. Olhando para os seus discípulos, ele disse: “Bem-aventurados vocês, os pobres, pois a vocês pertence o Reino de Deus”."
Lucas 6:17-20

Nos dias de Jesus às vezes se declarava uma pessoa abençoada,bendita ou feliz. Os Salmos falam de pessoas abençoadas por Deus (Salmos 1:1; 32:1-2; 32:12).
É da mão do Altíssimo que vêm as maiores bênçãos.
É neste sentido que Jesus declara os pobres "bem aventurados".
O termo não quer dizer necessariamente feliz.
A pessoa pode estar em grande necessidade. Mas, se tiver achado favor com Deus, então independente do seu estado atual, ela é abençoada, bem aventurada.
A pobreza, por si só, não confere nehuma vantagem espiritual.
Há pessoas pobres tão arrogantes e orgulhosas quanto algumas pessoas ricas. Há também pessoas que se desfazem de todos os seus bens e ainda ardem com cobiça e paixão pelas coisas deste mundo.
Os verdadeiros bem-aventurados são aqueles cujos bens estão guardados com Jesus.
Quem não tem tesouro aqui sonha em ter em outro lugar.
Quem não consegue riqueza aqui avista um outro lugar onde poderá ter. Com isso os pobres olham em direção a Deus, pois sabem que só da mão dEle virá sua herança.
Se tiverem fé em Jesus, recebem dele o título do seu lugar - o Reino é deles. Não é só no porvir, já é.
Não vêem, não sentem, e não tomaram posse ainda.

Mas, tão certo quanto a ressureição de Jesus, é a bênção prometida pelo Rei - “Bem-aventurados vocês, ó pobres".

Um abraço,

IIGD Piraquara


terça-feira, 14 de junho de 2011

Adoração é sacrifício

Quero compartilhar com você alguma coisa sobre a adoração ao Deus Todo Poderoso, criador dos confins da terra e dos lugares mais inexplorados dos céus. Se há uma palavra com a qual podemos definir a adoração, tal palavra é SACRIFÍCIO.

Repita em voz alta: SACRIFÍCIO.

Sacrifício significa dar a Deus algo que nos custa alguém ou alguma coisa. Ele é uma demonstração, uma forma de materializar a nossa fé, nossa perseverança. Quando Araúna ofereceu ao rei Davi os bois, a lenha para oferecer sacrifício ao Senhor afim de parar a praga que estava assolando o seu povo, ele não aceitou e explicou o porque: “não posso oferecer ao Senhor algo que não tenha me custado nada (2 Samuel 24:16-24). O melhor dia para ir ao ajuntamento do povo de Deus para adorá-lo é aquele em você olha e diz: “hoje está difícil, hoje eu não poderia…”.
A melhor oferta é aquela em que você sabe que está te custando alguma coisa: O Senhor é digno, Aleluia! Às vezes abrir mão de relacionamentos errados por causa do temor do Senhor é muito doloroso, mas, o Senhor é Santo, Aleluia!

Gênesis 22:1-19 “Depois dessas coisas, pôs Deus Abraão à prova… Quando Deus te chama para adorá-lo, para sacrificar a Ele, acredite em mim, o teu caráter, ou seja, a tua fé, a tua perseverança estarão sendo provados.

…pôs Deus Abraão à prova e lhe disse: Abraão! Este lhe respondeu: Eis-me aqui! 2 Acrescentou Deus: Toma teu filho, teu único filho, Isaque, a quem amas, e vai-te à terra de Moriá; oferece-o ali em holocausto, sobre um dos montes, que eu te mostrarei. 3 Levantou- se, pois, Abraão de madrugada e, tendo preparado o seu jumento, tomou consigo dois dos seus servos e a Isaque, seu filho; rachou lenha para o holocausto e foi para o lugar que Deus lhe havia indicado…
Deus indica como, quando e de que forma Ele deseja ser adorado, porém, cabe ao adorador prover-se do suprimento material necessário para a adoração.

4 Ao terceiro dia, erguendo Abraão os olhos, viu o lugar de longe. 5 Então, disse a seus servos: Esperai aqui, com o jumento; eu e o rapaz iremos até lá e, havendo adorado, voltaremos para junto de vós…
É tremendo quando cremos nos propósitos de Deus. Deus havia prometido a Abrão, que Isaque, e não Ismael seria o seu herdeiro e que a partir dele surgiria uma grande nação (Gênesis 17). Isaque nasce através de um grande milagre e, quando adolescente Deus o pede em sacrifício. Isto nos fala algumas coisas:

1. Isaque não pertencia a Abraão, visto que, se não por um grande milagre ele nem mesmo existiria;2. Os anos foram passando e Abraão foi se apegando a Isaque… “o filho a quem amas”… a ponto de pensar que o mesmo lhe pertencesse, mesmo sabendo que ele existia por causa de um milagre, por causa de um propósito, por causa de Deus. Muitas vezes isto acontece conosco, principalmente concernente ao ministério. Deus nos dá algo para fazer para Ele e, com o tempo confundimos as coisas e pensamos que aquilo nos pertence.

3. Abraão creu que o propósito de Deus para Isaque era maior que a própria morte. Se ele morrer, dizia ele, Deus o ressuscitará. A fé levada ao extremo.
6 Tomou Abraão a lenha do holocausto e a colocou sobre Isaque, seu filho; ele, porém, levava nas mãos o fogo e o cutelo. Assim, caminhavam ambos juntos. 7 Quando Isaque disse a Abraão, seu pai: Meu pai! Respondeu Abraão: Eis-me aqui, meu filho! Perguntou- lhe Isaque: Eis o fogo e a lenha, mas onde está o cordeiro para o holocausto? 8 Respondeu Abraão: Deus proverá para si, meu filho, o cordeiro para o holocausto; e seguiam ambos juntos. 9 Chegaram ao lugar que Deus lhe havia designado; ali edificou Abraão um altar, sobre ele dispôs a lenha, amarrou Isaque, seu filho, e o deitou no altar, em cima da lenha; 10 e, estendendo a mão, tomou o cutelo para imolar o filho. 11 Mas do céu lhe bradou o Anjo do SENHOR: Abraão! Abraão! Ele respondeu: Eis-me aqui! 12 Então, lhe disse: Não estendas a mão sobre o rapaz e nada lhe faças; pois agora sei que temes a Deus, porquanto não me negaste o filho, o teu único filho.…“Agora sei que temes a Deus…” A nossa fé sempre será levada ao nível da prova. Por mais que você “sinta” que ama a Deus, esse amor sempre será conduzido para ser provado. O seu temor a Deus sempre será provado. Espere por isto, passe bem pelo processo, seja provado, seja aprovado, receba sua coroa. Coroa não é uma recompensa. Ela representa autoridade para reinar em nome de Deus.

…pois agora sei que temes a Deus, porquanto não me negaste o filho, o teu único filho. 13 Tendo Abraão erguido os olhos, viu atrás de si um carneiro preso pelos chifres entre os arbustos; tomou Abraão o carneiro e o ofereceu em holocausto, em lugar de seu filho. 14 E pôs Abraão por nome àquele lugar—O SENHOR Proverá. Daí dizer-se até ao dia de hoje: No monte do SENHOR se proverá. 15 Então, do céu bradou pela segunda vez o Anjo do SENHOR a Abraão 16 e disse: Jurei, por mim mesmo, diz o SENHOR, porquanto fizeste isso e não me negaste o teu único filho, 17que deveras te abençoarei e certamente multiplicarei a tua descendência como as estrelas dos céus e como a areia na praia do mar; a tua descendência possuirá a cidade dos seus inimigos, 18 nela serão benditas todas as nações da terra, porquanto obedeceste à minha voz. 19 Então, voltou Abraão aos seus servos, e, juntos, foram para Berseba, onde fixou residência.”Ou seja, Deus já havia abençoado a Abraão (Gênesis 17), mas, para que a bênção, a promessa de Deus fosse de fato estabelecida Ele precisava provar a fé e a perseverança de Abraão. A fé foi provada na circuncisão, que equivale ao batismo nas águas hoje (Colossenses 2:11,12). A perseverança foi provada no sacrifício de Isaque. A promessa de Deus para nossas vidas somente será materializada a medida que o nosso sacrifício, nossa adoração a Ele, em função disso for materializada.

Hoje, a morte do nosso Senhor Jesus Cristo garantiu o nosso livre acesso a presença de Deus.
Entremos, pois, em Sua presença com sacrifícios, com adoração. (Salmos 50:5)Espero que estas simples palavras sirvam para sua edificação pessoal. Lembrando que toda palavra para surtir efeito necessita ser levada para as vias de fato, para a prática. Existem áreas em tua vida sobre as quais Deus já tem requerido de ti algum sacrifício. Procure indentificá-las e, meu querido, minha querida, faça o que é preciso fazer. Há uma coroa, uma posição de autoridade esperando por você.

Um abraço,

IIGD Piraquara

Fonte: www.santageração.com.br

segunda-feira, 13 de junho de 2011

Minha lista do nunca mais




[ 9 ]
Nunca mais direi que estou doente, pois "pelas suas pisaduras fomos sarados" (Isaías 53:5) e Jesus "tomou sobre si as nossas enfermindades e levou as nossas doenças" Mateus 8:17
......................................
[ 8 ]
Nunca mais direi que não tenho sabedoria, pois sou de Deus, em Cristo, "o qual para nós foi feito por Deus sabedoria..." 1 Corintios 1:30
.....................................
[ 7 ]
Nunca mais direi que estou derrotado, porque"Deus sempre nos faz triunfar em Cristo" 2 Corintios 2:14
....................................
[ 6 ]
Nunca mais direi que satanás tem poder em minha vida,"porque maior é o que está em mim do que aquele que está no mundo" 1 João 4:4
......................................
[ 5 ]
Nunca mais direi que sou fraco, porque"O Senhor é a força da minha vida" (Salmos 27:1) e "o povo que conhece ao seu Deus se tornará forte, e fará proezas" Daniel 11:32
......................................
[ 4 ]
Nunca mais direi que tenho dúvidas ou falta de fé, porque tenho um conceito equilibrado de acordo com"a medida da fé que Deus repartiu a cada um" Romanos 12:3
.....................................
[ 3 ]
Nunca mais direi que tenho medo,"porque Deus não nos deu espírito de temor, mas de poder, de amor e de moderação" 2 Timóteo 1:7
.........................................
[ 2 ]
Nunca mais alegarei "falta de alguma coisa", pois"o meu Deus suprirá todas a minhas necessidades segundo a gloriosa riqueza em Cristo Jesus" Filipenses 4:19
........................................
[ 1 ]
Nunca mais direi "eu não posso", pois "posso todas as coisas naquele que me fortalece" Filipenses 4:13



Retirado do livro: "Há Poder Em Suas Palavras - Don Gossett"

sexta-feira, 10 de junho de 2011

MORREU TENTANDO AJUDAR O SENHOR



“Então, a ira do SENHOR se acendeu contra Uzá e o feriu, por ter estendido a mão à arca; e morreu ali perante Deus.”
1 Crônicas 13.10


  É Deus quem dirige Sua obra, por isso não há necessidade de fazer nada que achamos melhor para ajudá-lO. Não realize obra alguma para a qual o Senhor não o chamou, mesmo que a intenção seja a de socorrer a obra divina. No contexto do texto bíblico em destaque, podemos constatar que Deus não moveu Uzá, mas este, sim, moveu seu próprio coração ao pensar que a Arca poderia virar. Porém, o Altíssimo tinha outro propósito naquilo que estava acontecendo.
    É verdade que devemos fazer tudo o que o Pai coloca em nosso coração, e, então, com as mãos na obra, Ele mesmo nos ensinará os passos a serem dados. Creia sempre que, se os “bois tropeçarem”, o Senhor fará o necessário, pois Ele é poderoso. Jesus afirmou que não aceita humano testemunho (João 5.34); isso explica por que Uzá perdeu a vida. Outros também pagaram caro por saber a vontade do Senhor, e não executá-la.
    Por causa da queda de Adão, a ajuda do homem de nada serve para a realização da vontade divina. Até mesmo a oração, o louvor e as demais coisas que fazemos pelo Senhor precisam da ajuda dos Céus. “Sem mim”, disse Jesus, “nada podeis fazer” (João 15.5). O melhor é viver em comunhão com Ele, prestar atenção ao que Ele fala pela Sua Palavra e pôr Seus ensinamentos em prática. Quem vive segundo o Espírito jamais toma alguma atitude que desagrade ao Pai.
    Deus está no controle de Sua obra e, se Ele permite que algo aconteça, basta deixar que Ele tome conta do que deve ser feito. Quando o homem vê por si mesmo alguma necessidade na obra divina – e, então, faz alguma coisa pensando em ajudar para que ela não sofra prejuízos, mas seja realizada –, talvez ele esteja fazendo exatamente o contrário do que o Altíssimo planejou. Como sucedeu com Uzá, uma interferência errada pode ter um rápido julgamento, e a pessoa paga a conta de pronto.
    Não é necessário esforçar-se para fazer o que parece ser certo, pois isso pode ser contra os planos divinos, mesmo que a arca esteja pendendo para um lado. O melhor não é cruzar os braços, mas deixar o Senhor falar – o que certamente fará. O Senhor não anda atrasado nem está fora de sintonia para dizer o que precisa ser feito.
    Quem anda segundo o Espírito nunca cumprirá os desejos desenfreados da carne. Peca a pessoa que interfere na condução da obra de Deus. Não é certo, por exemplo, questionar se a decisão de trocar o pastor da igreja foi correta ou não, nem liderar um grupo a fim de se levantar contra as decisões do Altíssimo. Faça tudo para a ira do Senhor nunca se estender contra você.
    Os que agradam a Deus são aqueles que, primeiro, buscam saber a vontade dEle e, então, fazem a obra com as forças que Ele concede. Os que obedecem ao Senhor receberão a recompensa divina no grande Dia.

    Em Cristo, com amor,

    R. R. Soares

quinta-feira, 9 de junho de 2011

Livre Acesso - Dany Grace

Assista ao Clipe da musica Livre Acesso - Cantora Dany Grace



Vídeo Clipe gravado na cidade de Guararema - SP.
Direção : Eduardo de Nadai
Edição : Danilo Barboza
Gravadora : Graça Music

quarta-feira, 8 de junho de 2011

JESUS DISSE


“Ninguém põe vinho novo em vasilha de couro velha; se o fizer, o vinho novo rebentará a vasilha, se derramará, e a vasilha se estragará. Ao contrário, vinho novo deve ser posto em vasilha de couro nova. E ninguém, depois de beber o vinho velho, prefere o novo, pois diz: ‘O vinho velho é melhor!’ 
Lucas 5:37-39  


Naqueles dias as vasilhas de couro onde guardavam vinho ficavam endurecidas com o uso.
Vinho novo, ainda em estado de fermentação, tende a expandir, dilatando a vasilha. A vasilha velha e endurecida não teria como expandir e racharia, derramando o vinho novo.

O comentário de que o vinho velho é melhor é como nossos comentários de que "a gente sempre fez assim", "para que essas novidades?", e etc. Gostamos das coisas como já as conhecemos. Muitas vezes resistimos qualquer mudança simplesmente porque o conhecido é mais confortável. Às vezes nossos argumentos parecem bem persuasívos, até bíblicos.
Mas, no final das contas, às vezes são simplesmente a mesma atitude demonstrada pelos fariseus dos dias de Jesus.

Alguém disse que "o evangelho não envelhece e os nossos métodos de comunicá-lo nem tampouco devem". Se vamos comunicar o Evangelho para uma nova geração teremos que fazer isso de novas maneiras, com novo jeito.

Como é que você encara mudança? Você aceita e se anima, ou teme e reage? Qual era a atitude de Jesus?

ORAÇÃO:
   Deus todo-poderoso, o Senhor é quem determina quais as coisas eternas e quais as mutáveis.
Por favor, conceda-nos o discernimento para saber quando e como devemos mudar e aonde devemos permanecer firmes.

 Em nome de Jesus oramos.

O tapete (The Rug)


"Dirige os meus passos nos teus caminhos, para que as minhas pegadas não vacilem".

terça-feira, 7 de junho de 2011

JESUS DISSE



"Então lhes contou esta parábola: Ninguém tira um remendo de roupa nova e o costura em roupa velha; se o fizer, estragará a roupa nova, além do que o remendo da nova não se ajustará à velha.”    Lucas 5:36



 
William Barclay observou que há, em pessoas religiosas, uma certa paixão pelas coisas antigas.


O Cristão tem satisfação em seguir um livro escrito milhares de anos atrás. Ele sonha em imitar discípulos do primeiro século.

Às vezes é difícil de aceitar mudança entre seguidores de Deus porque encaramos isso como um desvio da vontade de Deus. Confundimos nossas interpretações e tradições com a própria Escritura.
Com suas palavras aqui, Jesus nos alerta que precisamos aceitar as mudanças que o próprio Deus eventualmente vai promover entre nós.
Ninguém pára de crescer em Cristo, e se não pára de crescer não pára de mudar.
Todos nós devemos estar sempre prontos para aprender e mudar, crescer e renovar.
Senão, o Senhor terá que usar outro tecido para costurar a roupa da sua noiva.

Você está pronto para ele fazer mais uma emenda
no seu lado do vestido?

ORAÇÃO:
   Soberano Deus, abençoe-nos com a prontidão de aceitar quaisquer mudanças que o Senhor enviar. Queremos segurar tudo que é do Senhor, mas não queremos ficar agarrados ao que é dos homens em detrimento do que vem do céu.

 Em nome de Jesus oramos.
 Amém.


domingo, 5 de junho de 2011

Sandrinha - Fala Comigo


 

Silencio o meu coração
E elevo ao céu o meu pensar
Eu me prostro em adoração
Tua presença eu desejo experimentar


Te consagro ouvidos atentos
E uma alma sedenta por Ti
Sou um filho tão frágil e pequeno
Mas Tua graça me faz prosseguir


Fala, Senhor, fala comigo
Quero ter comunhão com o meu melhor Amigo
Fala, Senhor, com Tua voz tranqüila
Abro o meu coração
É Tua a minha vida



sexta-feira, 3 de junho de 2011

Faça do Ato de Dar um Estilo de Vida


“...Deus ama a pessoa que dá com alegria.”
2 Coríntios 9:7 NLT




Um garotinho que havia acabado de aprender a amarrar os cadarços de seu sapato estava chorando, então, sua mãe lhe perguntou: “É tão difícil assim?” “Não”, soluçou ele, “mas agora vou precisar fazer isso pelo resto da vida!”.

É assim que você se sente a respeito de ofertar? Você quer aprender a fazer isso, mas não tem certeza se quer fazer disso um estilo de vida?

Alguns pássaros estavam ensinando seus filhotes a voar partindo de um galho que pendia sobre um lago. A mamãe empurrava cada um de seus filhotes, um a um, até à ponta do galho, até que em algum ponto entre o galho e a água eles descobriam que podiam voar.
A mãe entendia o que eles não podiam entender: até  aprender a voar, você não está vivendo de verdade!

Entenda isto: dar é uma atitude que é desenvolvida em nós por Deus; é o ar dentro do qual nascemos.
Mas até que você entenda isto, você se agarrará a tudo que possui!

A Bíblia diz: “Aquele que semeia com fartura, também colherá fartamente” (2 Coríntios 9:6 NVI).
Tudo na vida começa com uma semente. A sua semente é qualquer coisa que possa se multiplicar: o seu amor, o seu tempo ou o seu dinheiro.
A sua colheita é o que volta para você em benefícios como alegria, bons relacionamentos, e – sim – finanças.
Se o que você tem não é o suficiente para ser uma colheita, plante-o como uma semente, crendo que Deus a devolverá a você multiplicada nas áreas em que você mais precisa.

Vá em frente, você vai adorar os resultados! Dar é como voar.

Quando você aprender a soltar aquilo a que está se agarrando e se lançar, você perceberá: “Foi assim que eu nasci para viver!”.


Porção Diária: Leia Ex 20:15, Ex 22:1-4, Pv 6:30-31, Lc 19:1-10

Fonte: http://www.palavraparahoje.com.br/

quinta-feira, 2 de junho de 2011

Galhos Entrelaçados


"Ora, vós sois o corpo de Cristo, e seus membros em
particular".
 1 Coríntios 12:27



Um célebre pregador disse: "Eu estava percorrendo um bonito
bosque onde as árvores estavam separadas e seus troncos eram
desiguais. Mas, elas haviam crescido e, bem no alto, seus
galhos se entrelaçavam. Eu disse para mim mesmo: Nossas
igrejas se assemelham a estas árvores. O tronco próximo à
Terra permanece formalmente separado, mas, à medida que
crescem espiritualmente em direção ao Céu, reúnem-se
intimamente, formando uma abóboda onde os homens se sentem
abrigados e felizes. Quem tem o Espírito de Deus pensa da
mesma maneira."


Nós somos a igreja escolhida do Senhor. Abrimos nosso
coração para Jesus, reconhecendo-O como Salvador de nossas
vidas.Tornamo-nos assim, como nos ensina a Palavra, filhos
de Deus. Nossas vidas foram transformadas, nossas atitudes
passaram a glorificar a Deus, somos herdeiros do reino que o
Senhor preparou desde a fundação do mundo.


Somos todos iguais? Não, somos diferentes. Pertencemos todos
à mesma igreja? Não, frequentamos congregações diferentes,
de costumes diferentes, mas, de uma só fé, um só Espírito,
um só amor.


Amamos todos ao Senhor, desejamos todos glorificar o nome do
Senhor, brilhamos todos porque nosso brilho vem do Senhor.


Talvez, no princípio, enquanto não atingimos uma maturidade
espiritual, pareçamos imperfeitos, desiguais, até separados.
Mas, quando somos edificados pelo Senhor e crescemos em Sua
presença, começamos a nos assemelhar uns aos outros. Nossas
vidas se abraçam, nossos frutos se misturam, a beleza de
Cristo é vista em todos nós, porque fazemos parte de um só
corpo, o do Rei dos Reis e Senhor dos senhores.


Deixe Jesus edificar sua vida e ela será como um galho
entrelaçado a muitos outros que estão neste mundo para
abençoar e ser bênção.

Fonte: http://intervox.nce.ufrj.br/~tprobert/
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Seguidores